Publicidade

A diretoria do Fluminense conseguiu reduzir parte da dívida que tem com os jogadores. Na tarde desta sexta-feira o clube depositou na conta dos atletas os 25% restantes dos salários CLT de agosto. Além disso pagou metade dos direitos de imagem de junho que estava faltando e a parcela total de julho.

Mário Bittencourt convive com salários atrasados desde que assumiu (Foto: Instagram Fluminense)

Apesar de ter conseguido reduzir a dívida, o Fluminense ainda não está em dia com seu plamtel. Os jogadores ainda não receberam o salário CLT do mês de setembro, além dos direitos de imagem de agosto e de setembro.

Leia também: 

Publicidade

Há vida sem Nenê? Odair vai quebrar a cabeça para substituir o craque
Emperrou! Dodi fica mais longe do acordo com o Fluminense

No dia 8 de novembro será acrescentada a esta dívida o salário CLT de outubro, que vence nesta data. Os direitos de imagem de outubro, seguindo o acordo com os atletas, devem ser pagos até o dia 15 do mês seguinte.

Fluminense vem lutando com dívidas antigas

O Fluminense vem lutando para tentar reduzir ao máximo a dívida com os jogadores. Desde que assumiu o clube o presidente Mário Bittencourt vem encontrando dificuldades para honrar seus compromissos. Existem acordos com ex-jogadores na Justiça e com clubes de fora do país referente a contratações de ex-jogadores. Além disso o clube conseguiu negociar com o plantel a redução salarial no período de pandemia.

Publicidade

Mas mesmo com atraso, o pagamento de parte dos salários serve como incentivo para os jogadores antes da última partida do time no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O Fluminense visita o Fortaleza neste sábado na Arena Castelão, em Fortaleza (CE).