Publicidade

O cenário não é dos melhores. O Fluminense se vê nas cordas e lida com uma pressão cada vez maior. O Tricolor Carioca amargou a quarta derrota seguida pelo Campeonato Brasileiro. Além disso, o revés para o Internacional, neste domingo, no Beira-Rio, aumenta a instabilidade às vésperas de um jogo decisivo pela Libertadores.

O Fluminense enfrenta o Barcelona de Guayaquil, nesta quinta-feira, no Equador, às 21h30 (de Brasília), pelas quartas de final da Libertadores. Como empatou o jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 2, o clube carioca precisa vencer ou empatar a partir de 3 a 3.

Roger Machado Fluminense Roger Machado lida com pressão | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

Até quinta-feira, o técnico Roger Machado tem trabalho para resgatar a autoestima do Fluminense e construir o caminho para a classificação. O jeito é fazer o jogo da vida.

Relacionadas

Ganso Fluminense
Ganso Internacional x Fluminense

Publicidade

– Temos que reunir as energias, a confiança, jogadores nos melhores momentos definindo a nosso favor… Isso que esperamos reunir para a semana, fazer desse jogo o jogo da vida, vale uma classificação para a semifinal da Libertadores. No Brasileiro, evidente que nos preocupam os quatro jogos sem vencer dentro dessa maratona. Encontramos justificativas no grande volume de jogo que estamos jogando, quarta e domingo. Não vamos apontar culpados, é trabalhar para quinta-feira estar muito bem para esta decisão – declarou Roger Machado.

Fluminense vive momento delicado

O Tricolor demonstra instabilidade e vive um momento ruim logo em um mês decisivo, com duelos pela Libertadores e pela Copa do Brasil.

LEIA MAIS! Fluminense não vai parar por Arias na busca por reforços

Publicidade

– Naturalmente as equipes vão oscilar durante a temporada. Temos uma equipe competitiva, com jogadores jovens sendo lançados, colocados à prova em jogos importantes. Esse mês é pesado em função das decisões da Libertadores e da Copa do Brasil, associadas ao Brasileiro, e temos oscilado sobretudo no Brasileiro. Nas eliminatórias, viemos passando competindo, jogando no limite das nossas capacidades – acrescentou Roger.

O pressionado Fluminense tem até quinta-feira para buscar soluções e arrumar a casa. Do contrário, a crise vai se instalar de vez nas Laranjeiras.

Comentários