Publicidade

O Fluminense ganhou uma inesperada semana de treinos, com o adiamento do jogo pela Libertadores. Agora, precisa recuperar o fôlego, pois vem aí uma “overdose” de mata-mata. A situação não é comum. O Tricolor vai ter três jogos seguidos por torneios eliminatórios.

A Conmebol adiou o duelo do Fluminense com o Cerro Porteño, pela volta das oitavas de final da Libertadores, em função da tragédia envolvendo o técnico paraguaio Arce. Ele perdeu o filho, Alexsandro Javier Arce, em um acidente automobilístico. O jogo, que seria nesta terça-feira, passou para o dia 3 de agosto e forçou outras mudanças no calendário tricolor.

Roger Machado Fluminense 210721 Roger Machado prepara o Fluminense para sequência decisiva | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

A CBF precisou antecipar o jogo de volta do Fluminense contra o Criciúma, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, além de adiar o jogo contra o Juventude, pelo Brasileiro, ainda sem data marcada. Sendo assim, agora, o Flu vai ter três jogos seguidos de mata-mata.

Relacionadas

Gabriel Teixeira Fluminense
Roger Machado Fluminense

Fluminense precisa definir estratégia

Publicidade

A situação pode impactar os planos do técnico Roger Machado. Ele poupou boa parte do time titular no último sábado, no duelo com Grêmio, de olho na Libertadores, mas o jogo foi adiado. Agora, o treinador precisa definir a estratégia para a partida contra o Palmeiras, neste sábado, no Allianz Parque, justamente a última antes da série de mata-mata.

MAIS! Cerro Porteño agradece Fluminense por adiamento

O jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Criciúma, está marcado para terça-feira. O Flu abre o confronto como visitante. Ou seja, o Tricolor Carioca vai ter pouco tempo de recuperação após o duelo com o Palmeiras. E ainda tem a viagem a fazer. Roger vai poupar contra o clube paulista?

Publicidade

MAIS! Fluminense entra em acordo com Atibaia por dívida

Depois do duelo de terça, o Fluminense recebe o Criciúma no sábado, dia 31, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. Na terça-feira seguinte, dia 3, encara o Cerro Porteño pelas oitavas de final da Libertadores e encerra a maratona de mata-mata, além de definir a sequência nos torneios. Uma maratona decisiva para o Tricolor.

Comentários