Publicidade

O técnico Roger Machado tem uma fórmula especial no Campeonato Brasileiro. O comandante do Fluminense divide o torneio em blocos de seis jogos. O objetivo é ter uma amostragem mais precisa do desempenho do time. E, neste sábado, o Tricolor inicia uma nova “perna” no Brasileirão.

O duelo com o Palmeiras, no Allianz Parque, abre a próxima sequência de seis jogos. Este é um “bloco especial”, porque o Fluminense tem uma série de partidas de mata-mata pela frente. Ou seja, vai levar um desgaste maior para o Brasileiro. E também, caso avance na Libertadores e Copa do Brasil, vai continuar dividindo atenções e tendo de fazer escolhas difíceis, como preservar o time ou não.

Roger Machado Fluminense 220721 Roger Machado aponta para cima: Flu quer subir na tabela | Foto: Mailson Santana / Fluminense / Divulgação

O próximo bloco também pode apontar a pretensão do Fluminense no Brasileiro. O objetivo é estar sempre no pelotão da frente, mas a distância para o G-4, das vagas diretas para a Libertadores, começa a se formar. O Tricolor Carioca está a sete pontos do Bragantino, quarto colocado. Sendo assim, o Flu precisa de um bom desempenho para se aproximar da estratégia de estar colado aos protagonistas do torneio.

Relacionadas

Roger Machado Fluminense 210721

Fluminense precisa melhorar rendimento

Publicidade

O desempenho do Fluminense caiu no último bloco. Foram oito pontos conquistados, um a menos em relação à primeira perna. Ao todo, o aproveitamento de 47,2% no Brasileiro não é suficiente para ser protagonista, como deseja Roger Machado.

MAIS! Renovou! Gabriel Teixeira fica no Flu até 2025

Outra característica desta perna é a quantidade de partidas como visitante. O jogo contra o Juventude, pela 14ª rodada, no Maracaña, foi adiado, em função das alterações de tabela para o duelo pela Libertadores, contra o Cerro Porteño, e Copa do Brasil, contra o Criciúma. Sendo assim, o Flu vai ter três jogos seguidos fora de casa, contra Palmeiras, América-MG e Internacional. Depois, recebe o Atlético-MG e o Bahia. O sexto jogo, então, será contra a Chapecoense, fora.

Publicidade

MAIS! Fluminense não vai criar problemas para liberar Pablo Dyego

O Fluminense inicia esta perna cercado de desafios e em busca da regularidade desejada para seguir à risca a estratégia de Roger Machado e não ficar distante do bloco dos protagonistas.

Comentários