Publicidade

A sequência de três jogos sem vencer – são duas derrotas e um empate – atrapalhou o Fluminense na briga por uma vaga para a Libertadores de 2021. A diferença agora aumentou para quatro pontos. Nada que faça o Tricolor Carioca jogar a toalha. A ordem é encarar cada jogo como uma decisão para conseguir o objetivo.

Yago Felipe Fluminense Yago Felipe e o Fluminense focam na Libertadores | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

“Sabemos que são 11 finais agora. O grupo está focado nisso. Queremos o melhor para vencer não só para suprir a expectativa do torcedor, mas as nossas. Estamos fechados aqui para fazer uma grande campanha. Tenho certeza que vamos conseguir”, declarou Yago Felipe.

MAIS! Justiça condena Fluminense a pagar R$ 1,1 milhão a Lucas, ex-lateral de 2017

Publicidade

Após a saída de Odair Hellmann, para o Al Wasl, dos Emirados Árabes, o Fluminense não sabe o que é vencer. Sob o comando de Marcão, o Tricolor empatou com Vasco e perdeu para o Atlético-GO e para o São Paulo.

LEIA MAIS! Fred chega a 150 gols pelo Brasileiro e se aproxima de Edmundo e Romário

O Tricolor Carioca se vê pressionado e precisa voltar a vencer rapidamente, para não ver o objetivo de ir para a Libertadores ficar mais distante. O Fluminense folga até quinta-feira e volta a trabalhar na sexta-feira.

Fluminense tem clássico pela frente

Publicidade

O técnico Marcão terá reforços para o próximo jogo. Nino e Ganso cumpriram suspensão contra o São Paulo e voltam a ficar à disposição. Nenê, preservado para fazer trabalho físico específico, também retorna. Luccas Claro e Luiz Henrique, que se recuperam de lesões, são possibilidades para o treinador.

O Fluminense tem o rival Flamengo pela frente na próxima rodada do Brasileiro. O clássico será disputado no dia 6 de janeiro, no Maracanã. O Flu, com 40 pontos, está na sétima colocação.