Publicidade

O Fluminense conseguiu dar a resposta. E nada melhor do que ganhar um Fla-Flu para voltar aos trilhos. O Tricolor venceu o rival, neste domingo, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela 9ª rodada, e acabou com a sequência de quatro jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro (eram duas derrotas e dois empates). O técnico Roger Machado foi fundamental para a vitória do Fluminense. As substituições mudaram o clássico.

Após um primeiro tempo ruim, o Fluminense se encontrou no segundo tempo e melhorou com as mudanças de Roger Machado. Inclusive, Nenê, Kayky e Luiz Henrique, lançados pelo técnico na etapa final, participaram do gol de André, que também entrou no decorrer do jogo.

Roger Fluminense Roger tirou proveito do elenco tricolor | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

Outro jogador que Roger lançou foi Lucca. Ele não participou do gol, mas deu trabalho anteriormente e também correspondeu. Ponto para Roger Machado.

Relacionadas

Publicidade

– Eu me movimento com o que está acontecendo no jogo. A intenção de muitas vezes não trocar no intervalo, quando o placar está zerado, é acreditar que com a conversa vai voltar diferente. A partir do momento que isso não acontece, vamos para as substituições. Nunca pensando na estrutura, a estrutura se altera e pode ser alterada com a mexida de características das posições, o que aconteceu. Ao colocar o Lucca na frente, que é um jogador de velocidade, fiquei com a mesma estrutura, mas mudei a característica – analisou Roger.

Fluminense mantém estrutura com Roger Machado

Com a maratona de jogos e pouco tempo para treinar, modificar a estrutura do time é algo mais complicado. Daí a importância da leitura de jogo e ter no elenco jogadores com características diferentes.

MAIS! John Kennedy não tem previsão de retorno no Fluminense

Publicidade

– A gente não pode ficar muito preso ao desenho em campo sem pensar na característica dos jogadores. Não tem muita mágica no futebol. Pedem alternâncias, mas como o treinador vai ter alternâncias de estrutura dentro de um cenário que você tem um jogo a cada três dias? Hoje o treinador de futebol vai se basear naqueles que escalam e trocam bem, porque não há tempo para mexer em estrutura. Porque aí, sim, você corre o risco de desestabilizar o mecanismo que vinha dando certo – acrescentou.

MAIS! Após saída polêmica, Marcos Paulo se despede do Fluminense

Novamente nos trilhos da vitória, o Fluminense, nono colocado do Brasileiro, com 13 pontos, volta a campo nesta quarta-feira. O Tricolor encara o Ceará, às 21h30, em São Januário, pela décima rodada.

Comentários