Publicidade

O Fluminense tem sido atuante no mercado em busca de reforços este ano. Foram várias contratações de olho na Copa Libertadores. Mas um dos fatores que colocam o Tricolor com um plantel qualificado é o bom trabalho feito nas categorias de base, os chamados garotos de Xerém.

O volante Martinelli foi eleito o melhor em campo na vitória sobre o Flamengo na Arena Neo Química, em São Paulo. Aos 41 minutos, ele foi substituído por outro jovem da base, André, que quatro minutos depois marcou o gol da vitória.

André decidiu contra o Flamengo. Assim é mais uma cria do clube dando certo (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Em entrevista ao site oficial do clube, Rui Reisinger, VP das categorias de base, garantiu que a atenção da diretoria continua na garotada. A base tricolor, segundo ele, seguirá revelando jogadores ainda por muito tempo.

Publicidade

– O torcedor pode ficar tranquilo e ter esperança de que vamos seguir sempre cuidando de Xerém. Temos um sub-20 forte, que está invicto na temporada, um sub-17 nas quartas de finais do Brasileirão, um sub-15 na fase final do Estadual e nossos pequenos do sub-12 fizeram 31 a 0 na estreia do Torneio Donos da Bola. São muitas gerações sendo desenvolvidas e a tendência é de que cada vez mais tenhamos grandes atletas vestindo a camisa tricolor, decidindo jogos, ganhando títulos e dando alegria aos nossos torcedores – afirmou o dirigente.

MAIS! Cerro Porteño contrata matador e mais três

Investimentos são fundamentais. Mas tem que ter talento

Reisinger também falou sobre os investimentos feitos na área e integração com os profissionais para garantir o aproveitamento dos atletas.

Publicidade

– Atualizamos a nossa metodologia de formação, que é referência no país, investimos em profissionais de apoio metodológico, principalmente na parte psicossocial e investimos em tecnologia. Também estamos cada vez mais aumentando a integração com o futebol profissional e estamos vendo estes frutos que plantamos sendo colhidos pelo clube – concluiu.

Relacionadas

No Fla-Flu, o técnico Roger Machado utilizou dezesseis atletas ao longo dos 90 minutos. Destes, seis saíram das divisões de base. Além disso três começaram como titulares e três entraram no decorrer do jogo.

Comentários