Publicidade

O Fluminense foi eliminado da Copa do Brasil pelo Atlético-MG. No mês passado tinha caído da Copa Libertadores. Nas duas ocasiões a eliminação veio nas quartas de final. Assim resta ao Tricolor o Campeonato Brasileiro. Outrora preterido, o Brasileirão é o maior desafio do Tricolor na temporada. Pois é do desempenho nele que o clube vai definir a sua sorte financeira em 2022.

Na verdade o Fluminense depende da classificação para a Copa Libertadores para manter um elenco competitivo em 2022. O presidente Mário Bittencourt por diversas vezes deixou claro que esse é um fator decisivo para a montagem de elencos de qualidade.

Mário Bittencourt e Marcão têm Libertadores como alvo (Foto: Instagram)

O dirigente chegou a dizer isso mesmo quando o Tricolor trabalhava em várias frentes. Assim nunca escondeu a prioridade.

Publicidade

– Os clubes que conquistam a vaga na Copa Libertadores acabam tendo uma receita maior e logicamente que isso torna eles mais competitivos. Por isso que o Fluminense sempre vai mirar disputar a Libertadores – disse ele.

MAIS! Fluminense trabalha para renovar com Hudson

Com a saída da Copa do Brasil, o único caminho para o Fluminense conquistar a vaga no torneio continental é terminar entre os seis primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Logicamente que o G-6 pode virar G-7 ou até G-8 dependendo da Libertadores.

Relacionadas

Nino Fluminense

Publicidade

Vindo de três vitórias seguidas no Brasileirão, o Fluminense é hoje o sétimo colocado. O Tricolor volta a campo na próxima segunda-feira, quando visita o Cuiabá na Arena Pantanal, no Mato Grosso. O jogo será às 20h(de Brasília).

 

Comentários