Publicidade

Dodi recusou as três primeiras propostas do Fluminense para renovar o contrato. O vínculo termina em 31 de dezembro. Assim o presidente Mário Bittencourt vinha mostrando irritação com a forma como o processo vinha sendo conduzido. Isso porque apesar da recusa, o atleta não dava ao Tricolor um sinal de como proceder para tentar entrar em um acordo. Mas finalmente o Empresários de Dodi fazem contraproposta para o Fluminense.

Dodi está em alta no Tricolor (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Uma fonte ligada à diretoria confirmou a contraproposta. O MAIS QUE UM JOGO apurou que os valores assustaram em um primeiro momento. Mas a situação ainda será analisada internamente.

Leia também:

Publicidade

Odair dá recado no Fluminense sobre Ganso
Fluminense vai ter que indenizar goleiro

Coube a Carlos Escuro, um dos três empresários do jogador, entregar a proposta. Dodi pede uma valorização salarial e um contrato com reajustes previstos. Além disso Palmeiras e Flamengo monitoram a situação do atleta.

Dodi ganha menos que alguns reservas

Dodi e o Fluminense ainda negociam. Mas sem avanços (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Hoje Dodi tem um salário muito abaixo da realidade da maioria dos titulares do Fluminense. Inclusive alguns reservas ganham mais do que o volante. O problema é que desde a reta final do Campeonato Carioca o jogador vem sendo um dos mais importantes do plantel.

Publicidade

O Fluminense ofereceu um aumento de 30% nos atuais vencimentos do jogador. Os valores inclusive seriam reajustados ao longo dos três anos de contrato. Mas a grande questão é que como o valor atual é baixo, mesmo com 30% ele continuaria ganhando menos do que muitos reservas.

Além disso Dodi esperava uma valorização porque o Fluminense recusou uma proposta do futebol russo pelo jogador em 2019. A ida seria interessante financeiramente para o volante, que aceitou sem problemas permanecer nas Laranjeiras.