Publicidade

A “aventura” de Willian Arão como zagueiro no Flamengo já faz parte do passado. Ele retornou ao meio de campo e não há sinalização, por parte do técnico Renato Gaúcho, de que o volante recue para a zaga novamente.

Arão virou zagueiro com Rogério Ceni. De início, ele era improvisado na função em momentos em que o Flamengo precisava buscar o resultado, até que o técnico deu a “cartada definitiva”. Contra o Palmeiras, em janeiro, no Mané Garrincha, Rogério Ceni escalou Willian Arão ao lado de Rodrigo Caio.

Willian Arão Flamengo Willian Arão volta a ser volante de fato com Renato Gaúcho | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Com Willian Arão na zaga, Rogério Ceni buscou melhorar a saída de bola e deixou o Flamengo ainda mais ofensivo – Diego passou a ser o primeiro volante, posição que era ocupada por Arão. Deu certo, tanto que o técnico iniciou a temporada de 2021 com o time da reta final do título do último Brasileiro.

Relacionadas

Bruno Henrique Flamengo
Libertadores

Publicidade

Com a saída de Gerson e a lesão de Diego, Ceni utilizou Arão como volante na derrota para o Fluminense e também contra o Atlético-MG, mas recuou o jogador para a zaga no segundo tempo do duelo com Galo. De qualquer maneira, o técnico considerava Arão zagueiro. Com Renato, ele voltou para o meio de campo de vez.

Será? Flamengo tenta contratação de Rafinha Alcântara

Willian Arão é pilar do Flamengo

Na “transição” Ceni para Renato Gaúcho, Arão já havia jogado como volante na vitória sobre a Chapecoense, sob comando de Maurício Souza. Nos três jogos que fez com Renato – perdeu o primeiro em virtude de suspensão – atuou no meio de campo.

Publicidade

Isla inaugura rodízio da era Renato no Flamengo: desgaste preocupa

Renato vem dando moral a Gustavo Henrique, que cresceu de produção, e também a Léo Pereira, que substituiu Rodrigo Caio, quando este não pôde jogar. Sendo assim, a ideia de Arão como zagueiro, preferencialmente, foi embora com Rogério Ceni.

Comentários