Publicidade

O time alternativo do Flamengo, comandado por Maurício Souza, se despediu do Campeonato Carioca com um empate com o Boavista. Jogando em Bacaxá e reforçado pelo atacante Gabigol, o Rubro-Negro desperdiçou muitas chances de gol e o jogo acabou com o placar de 1 a 1. O Boavista saiu na frente com um gol de Jean, de fora da área, e Vitinho, empatou pouco depois.

Vitinho fez o gol do Flamengo no jogo (Reprodução FlaTV)

Com o empate, o Flamengo volta a liderar o Carioca com 13 pontos, após seis rodadas. A pontuação é a mesma do Volta Redonda, que perde nos critérios de desempate.

Para o Boavista, o resultado foi um bom negócio. Embora na décima colocação, a equipe de Saquarema soma 6 pontos e está a apenas três do G-4.

Publicidade

Na próxima rodada, já com seu time titular, o Flamengo vai enfrentar o Bangu na quarta-feira, no Raulino de Oliveira. O Boavista também vai à Cidade do Aço, mas na quinta, para encarar os donos da casa.

Flamengo pressiona, sofre gol e empata

O Boavista começou a partida muito recuado e o jogo parecia mais um ataque contra defesa. O Flamengo girava a bola de um lado para o outro buscando a penetração. Mas com a equipe da região dos Lagos toda em seu campo de defesa, o Rubro-Negro não conseguia furar o bloqueio.

A primeira chance de gol veio então num chute de fora da área. Aos 11, o volante Hugo Moura aproveitou uma sobra de bola fora da área e dispara um balaço. A bola explodiu no travessão e voltou para o campo, mas ninguém apareceu para o rebote.

Publicidade

O jogo seguiu assim até os 22 minutos, quando Gabigol erra passe no meio e liga o contra-ataque do Boavista. Cruzamento da direita na área do Flamengo, mas a defesa corta e a sobra fica na ponta esquerda. Jean recebe sozinho na entrada da área e bate forte no ângulo, sem chance para Hugo.

Ao invés de se manter na defesa, o Boavista passou a se lançar mais no ataque após o gol. O Flamengo, então, passou a ter mais espaços e chegou ao empate aos 28.

Léo Pereira faz lançamento longo para Renê na ponta esquerda. O lateral toca de primeira para Michael, que vai à linha de fundo e cruza na altura da marca do pênalti. Livre, Vitinho domina e bate para o gol. A bola ainda toca no goleiro Klever antes de entrar.

Gol de Vitinho (Reprodução FlaTV)

Caminhão de gols perdidos e empate no final

Publicidade

O Flamengo voltou para a segunda etapa querendo decidir o jogo. E em menos de dez minutos, criou duas chances claras de gol.

Aos 5, Gabigol recebeu de Michael na área, girou e bateu de direita, mas a bola saiu à direita da trave, pela linha de fundo.

Dois minutos depois, João Gomes arriscou de longe. A bola tinha endereço certo, mas Klever voa e espalma.

Publicidade

Aos 14, Maurício Souza colocou o artilheiro Rodrigo Muniz em campo na vaga de Pepê. E foi dele a chance perdida mais incrível do jogo, aos 22. Vitinho levantou na esquerda da área e Michael consegue aproveitar e tocar para trás. Muniz, de frente para o gol, toca para fora rente ao poste.

O Flamengo seguiu martelando até o fim e criou mais chances de gol, mas errou muito na última bola e não conseguiu converter.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA 1 X 1 FLAMENGO

Publicidade

Local: Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ)
Data: Sábado, 27 de março de 2021
Hora: 21h05 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Carlos Henrique Alves de Lima Filho
Cartões amarelos: Michel Douglas, Fernando Bob (Boavista); Pepê (Fla)
Gols:
BOAVISTA: Jean, aos 22 min do 1º tempo
FLAMENGO: Vitinho, aos 28 min do 1º tempo

BOAVISTA: Klever, Caio Felipe, Douglas Pedroso, Elivélton e Jean; Ralph (Victor Pereira), Jucilei e Fernando Bob (Erick Flores); Vitor Feijão (Marquinhos), Michel Douglas e Jefferson Renan
Técnico: Leandrão

FLAMENGO: Hugo Souza, Matheuzinho (João Lucas), Bruno Viana, Léo Pereira e Renê (Ramon); Hugo Moura (Richard Rios), João Gomes e Pepê (Rodrigo Muniz); Michael, Vitinho e Gabigol
Técnico: Maurício Souza