Publicidade

O Flamengo se recuperou no Campeonato Brasileiro e venceu o Fortaleza na despedida de Gerson. Só que, mais uma vez, os rubro-negros sofreram na etapa final.

O técnico Rogério Ceni foi questionado sobre a queda de rendimento da equipe no segundo tempo das últimas. No entanto, o técnico minimizou o assunto.

Rogério Ceni viu o Fla ser pressionado no segundo tempo (Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

– Há dois ou três jogos atrás, todos elogiavam o preparo físico do Flamengo. É uma coisa cíclica. Quando você zera o marcado, tem uma melhora na avaliação. Quando você sofre o gol, tem uma queda de rendimento. Na volta do intervalo, sofremos um gol com menos de 30 segundos e o comportamento fica alterado. Quando você começa a correr errado, claro que desgasta. E temos jogadores em jogos consecutivos, é o quarto ou quinto jogo com o mesmo time em intervalos de três, quatro dias – disse.

Publicidade

Ceni falou que na volta do intervalo alertou sobre uma possível pressão do Fortaleza.

– Na entrada do túnel, nos reunimos e falamos: “Atenção no começo do segundo tempo”. Não tenho algo para falar, talvez uma perda de foco. O gol afetou diretamente no rendimento da equipe. Depois, conseguimos criar chances de gol. Foi um jogo muito físico, muito pesado. O gramado dificulta ter o controle do jogo. Como contra o Bragantino, criamos o dobro de chances dos adversários. Se tivéssemos feito o terceiro gol antes… – declarou.

Relacionadas

O Flamengo volta a campo neste domingo, quando terá pela frente o Juventude, em Caxias do Sul.

Comentários