Publicidade

O público nos estádios virou uma grande guerra entre os clubes no futebol brasileiro. Após o fim da partida entre Flamengo e Grêmio pela Copa do Brasil, o técnico Renato Gaúcho entrou na briga. Ele comemorou a volta da torcida rubro-negra ao Maracanã após 533 dias e denunciou aqueles que querem aparecer em cima do futebol.

Embora o retorno do torcedor seja um desejo de todos os clubes, o embate se dá em cima da igualdade de condições. Há quem apoie a volta nos locais permitidos e outros só querem que isso aconteça quando valer para todos.

Renato e jogadores agradecem apoio da torcida após o jogo contra o Grêmio (Foto: Paula Reis/Flamengo)

Flamengo, Atlético-MG e Cruzeiro se apoiaram em liminares do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para ter público. Mas um movimento de 17 clubes, com apoio da CBF, conseguiu caçar a liminar na madrugada desta quinta-feira.

Publicidade

– Foi um dia especial. Até porque já tem muito tempo que não encontrava a torcida do Flamengo a meu favor. Só contra – afirmou Renato.

– Eu sou a favor totalmente dos torcedores voltarem aos estádios. Você tem o jogador de futebol que gosta da torcida no estádio. Você tem o cantor, o ator de teatro, e ele quer o público. Eu acho que seguindo os protocolos, qual é o problema? Vejo que muita gente quer aparecer em cima do futebol. Todo mundo acha que não pode entrar torcedor no estádio. Eu vejo tantas aglomerações por aí. Então não sou eu que vou ficar aqui dando exemplo porque todo mundo vê. Mas não vejo ninguém tomando providências ou se importando tanto quanto no futebol – criticou.

Leia Também:

Treino de luxo! Flamengo vence Grêmio e confirma avanço

Publicidade

Pedro destaca volta dos gols no Flamengo

Sob a ameaça de adiamento da rodada do fim de semana do Campeonato Brasileiro, o vice-presidente do STJD, Felipe Bevilacqua, suspendeu os efeitos da liminar. Mas a medida só vale até a próxima reunião do Conselho Técnico dos clubes da Série A, no dia 28 de setembro.

– Por que só no futebol? Por que tem uma câmera, as pessoas estão aparecendo? Se tiver que acabar com o público no futebol, que acabe em todos os locais. Eu vejo show de artistas, que eu não sou contra. Eu vejo outros tipos de shows e não vejo ninguém comentar das aglomerações. Não vejo ninguém chegar lá e proibir. Então é o tal do futebol. O futebol faz com que todo mundo apareça na televisão. Se querem coibir o público do futebol, que partam para os outros locais também. Essa é a minha opinião – concluiu Renato.

Relacionadas

Publicidade

A medida não valerá para a partida da próxima quarta-feira entre Flamengo e Barcelona-EQU. O duelo de ida das semifinais da Libertadores contará com público com o aval da Conmebol e dos clubes, desde que a Prefeitura do Rio mantenha sua liberação.

Comentários