Publicidade

Quem diria que um ex-atacante pode começar a resolver os problemas defensivos do Flamengo. Nos últimos meses a torcida tem tido pesadelo quando pensa que a zaga pode ser formada por Léo Pereira e Gustavo Henrique. Mas esta história pode começar a mudar com Renato Gaúcho no comando.

A zaga do Flamengo se tornou um problema desde a saída do técnico Jorge Jesus, em junho do ano passado. Desde então, várias formações foram testadas mas não se chegou a uma dupla ideal. Entretanto, desde a chegada de Renato Gaúcho, dois jogadores muito criticados pela torcida estão se destacando.

Léo Pereira pode ganhar uma nova história no Flamengo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

A zaga campeã da Libertadores e vice do mundo em 2019 tinha Rodrigo Caio e Pablo Marí como titulares. Enquanto o espanhol deixou o Flamengo no início de 2020, o camisa três passou a conviver com uma série de lesões a partir do segundo semestre do ano passado.

Publicidade

MAIS! Renatismo ganha força. Os memes da goleada do Flamengo

Léo Pereira e Gustavo Henrique foram contratados antes da pandemia a pedido do Mister, mas não conseguiram se firmar. Seguidas falhas com os técnicos que sucederam JJ, Dome e Rogério Ceni, fizeram com que eles, especialmente Léo Pereira, perdessem espaço no elenco.

Arão deixa de ser zagueiro com Renato

Ceni, inclusive, moveu Willian Arão para a zaga ao lado de Rodrigo Caio. Mas com Renato Gaúcho, as “Torres Gêmeas” como é conhecida a dupla Léo Pereira e Gustavo Henrique, voltou a ser escalada.

Publicidade

– Já havia falado na minha chegada. Eu gosto muito de conversar com o jogador, saber dele o que está acontecendo. E acima de tudo tenho passado muita confiança para eles. Mostrado bastantes vídeos, já que não temos tido muito tempo para treinamento. Tenho corrigido eles em alguns aspectos que acho que vinham cometendo algum tipo de erro – afirmou Renato em coletiva após a vitória sobre o Bahia, neste domingo.

– Mas é fundamental o chefe sempre passar confiança. Corrigir, como tenho feito, e passar confiança. Eles não chegaram no grupo do Flamengo à toa, e sim pela qualidade deles em seus clubes. Então eles têm total confiança minha, como o Bruno Viana e o Rodrigo Caio. Nos últimos dois jogos se comportaram bem melhor. Estiveram ainda mais seguros. Em dois jogos não tomamos gols, e isso é importante para toda a equipe, mas principalmente para a dupla de zaga, que vinha sendo muito cobrada. Isso é fundamental – completou.

Relacionadas

A oportunidade para a dupla de zaga aconteceu em função dos desfalques de Rodrigo Caio, lesionado, e Arão, suspenso, na partida de estreia de Renato. Na Argentina, Léo Pereira e Gustavo Henrique foram titulares contra o Defensa y Justicia.

Publicidade

Arão voltou neste domingo contra o Bahia, mas o treinador optou por manter a dupla de zaga e escalar o camisa cinco na posição original, como volante. Nas duas ocasiões, a defesa rubro-negra não foi vazada.

Comentários