Publicidade

O Flamengo será, até o momento, o único time a entrar em campo com a nova regra de 48 horas. Nesta terça e quinta feiras, o Rubro Negro disputará partidas pelo Campeonato Brasileiro contra Goiás e Bragantino, respectivamente. A determinação da CBF se apoia em medida que permitiu a redução no intervalo entre partidas de 66 para 48 horas, em função do calendário apertado após a paralisação do futebol pela pandemia do coronavírus.

Rogério Caboclo, presidente da CBF (Foto: CBF)

O jogo contra o Goiás foi adiado na 11ª rodada, realizada em 19 e 20 de setembro. Com viagem marcada para o Equador para disputar duas partidas pela Libertadores, O Flamengo solicitou o adiamento e foi atendido.

Entretanto, a confirmação da realização dos dois jogos para esta semana levantam a suspeita de que pode ter sido mais do que mera coincidência. O anúncio da tabela pela CBF aconteceu no dia 29 de setembro, na terça-feira seguinte ao polêmico duelo entre Flamengo e Palmeiras, em São Paulo.

Publicidade

Leia também:

Dome critica calendário: ‘Uma autêntica loucura’

Diz que tem estádio…os memes da vitória do Flamengo sobre o Vasco

Todos contra o Flamengo

Publicidade

Nos dias que antecederam aquela partida, o Flamengo foi atingido por um surto de Covid-19. Com 19 jogadores infectados, o Rubro-Negro tentou de todas as formas adiar o jogo com o Verdão. Após idas e vindas na Justiça do Trabalho, a decisão pela realização da partida só saiu momentos antes do apito. O Flamengo ainda demorou quase meia hora para entrar em campo, o que irritou ainda mais os dirigentes da Confederação.

Isolado politicamente, o Fla foi ameaçado de retaliação pela CBF e pelos outros clubes da Série A. Houve quem pedisse sua expulsão da competição. E dois dias depois do jogo no Alliaz Parque, a CBF anuncia os dois jogos com apenas 50 horas de intervalo.

Fica a pergunta, por que a CBF se apressaria em marcar esses jogos para uma equipe que vivia um surto de Covid de consequências ainda imprevisíveis, numa semana de datas Fifa que certamente a desfalcaria por convocações?

Publicidade

Acuado, o Flamengo aceitou e agora vive uma maratona que não se vê na elite do futebol brasileiro há mais de uma década.