Pressão! Relembre jogadores que conviveram com críticas da torcida do Flamengo

publicado em 20/11/2020 às 10:00

A eliminação na Copa do Brasil, para o São Paulo, aumentou as feridas no Flamengo. Parte da torcida rubro-negra critica insistentemente alguns jogadores, como Léo Pereira, Gustavo Henrique, Vitinho e Lincoln. O quarteto não tem paz com os torcedores. E, quando a relação fica estremecida, é preciso personalidade para dar a volta por cima.

MAIS! Flamengo luta para derrotas para o São Paulo não atrapalhem na Libertadores

O quarteto, inclusive, pode se espelhar em dois companheiros do elenco: Willian Arão e Diego. Os dois passaram maus bocados no Flamengo, mas deram a volta por cima. Eles estão na lista com dez atletas “estigmatizados” pela torcida rubro-negra.

Dez atletas ‘estigmatizados’ pela torcida do Flamengo

Diego

O meia chegou ao Flamengo em 2016, nos braços da torcida. Diego rapidamente conquistou os torcedores, mas teve momentos tensos, de críticas, e até de confusão, em 2018, no aeroporto. Ele deu a volta por cima e foi importante na final da Libertadores de 2019.

Diego deu a volta por cima no Flamengo | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Willian Arão

É outro exemplo positivo no elenco. Arão chegou a enfrentar muitas críticas da torcida, mas deu a volta por cima sob o comando de Jorge Jesus. De “patinho feio”, virou um dos pilares do time e reconquistou os torcedores.

Willian Arão e Éverton Ribeiro, do Flamengo

Arão também superou bronca da torcida | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Juan

O ex-lateral-esquerdo viveu altos e baixos com a camisa do Flamengo. Porém, Juan sempre mostrou personalidade para superar momentos adversos e conseguiu se destacar pelo clube. No currículo, título da Copa do Brasil, em que fez gol na final, e Brasileiro de 2009, entre outros.

Juan fez o gol do título em 2006 | Foto: CBF

Rodrigo Mendes

O ex-meia-atacante enfrentava a ira da torcida rubro-negra. Rodrigo Mendes não desistiu e foi recompensado. Foi dele o gol do título do Campeonato Carioca de 1999, que abriu caminho para o tri em 2000 e 2001.

Rodrigo Mendes, Flamengo

Rodrigo Mendes fez gol de título | Foto: Flamengo / Divulgação

Alex Muralha

Titular em 2016 e convocado para a Seleção Brasileira, o ano de 2017 não foi dos melhores para Muralha. O goleiro passou a falhar e viveu um inferno astral no Flamengo. Sem clima, foi emprestado pelo clube.

Muralha não conseguiu dar a resposta | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Márcio Araújo

O volante também sofreu no Flamengo. Márcio Araújo foi titular na maior parte do tempo em que esteve no clube de 2014 a 2017. Mas conviveu com desconfiança e vaias da torcida.

Há quem goste, mas há muitos críticos também. Situação de Márcio Araújo no Flamengo está indefinida (Foto: Divulgação Flamengo)

Márcio Araújo enfrentava resistência da torcida |  Foto: Divulgação Flamengo

Rodinei

É outro exemplo recente em que o melhor caminho foi mudar de ares. Rodinei chegou ao Fla em 2016. Alternou momentos de titularidade e como reservas. A torcida perdeu a paciência com ele em 2018 e 2019. Está emprestado ao Internacional.

Rodinei, Flamengo

Rodinei foi para o Internacional | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Rafael Vaz

O zagueiro viveu um bom momento em 2016. Porém, o rendimento caiu no ano seguinte. Vaz enfrentou muita pressão no Fla e foi emprestado pelo clube em 2018.

Rafael Vaz perdeu espaço com a chegada de Rueda ao Flamengo (Foto: Gilvan de Souza - Flamengo)

Rafael Vaz enfrentou críticas da torcida | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Fierro

O meia chileno foi campeão brasileiro em 2009, mas logo enfrentou resistência por parte da torcida. Fierro chegou a ser vaiado ao ser chamado para entrar em campo. Deixou o clube em 2012.

Fierro sentiu o peso da torcida rubro-negra | Foto: Divulgação

Welinton

Revelado pelo Fla, o zagueiro recebia muitas críticas da torcida em 2011. Luxemburgo chegou a tirá-lo do time para preservá-lo. Welinton continuou no ano seguinte, mas cercado de questionamentos no decorrer da trajetória pelo clube. Não conseguiu dar a volta por cima e passou a ser emprestado, até o fim do vínculo com o Rubro-Negro.

Welinton, Flamengo

Torcida do Flamengo pegava no pé de Welinton | Foto: Flamengo / Divulgação

Deixe seu comentário:

Comentário