Publicidade

A má fase ficou para trás. Pedro, novamente, está em alta no Flamengo. O centroavante, assim, encerra de uma vez o “episódio Olimpíada”, em que o clube rubro-negro não liberou o jogador, que sonhava em conquistar a medalha de ouro.

Embora o jogador nunca tenha se rebelado contra a atitude da direção, ficou a impressão de que existia uma mágoa sobre o assunto. Coincidência ou não, Pedro viveu uma fase de poucas oportunidades no time e poucos gols.

Pedro Flamengo Pedro fez as pazes com os gols | Foto: Marcelo Cortes / Flamengo / Divulgação

Mas isso tudo mudou desde o último domingo. Titular contra o Palmeiras, o camisa 21 marcou um dos gols na vitória por 3 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, entrou só no segundo tempo, mas marcou os dois gols que definiram a classificação para as semifinais da Copa do Brasil.

Relacionadas

Gabigol e Felipão roubaram a cena no jogo desta quarta-feira - Fotos: Marcelo Cortes / Flamengo; LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O conselho de Renato a Pedro no Flamengo

Publicidade

– Eu conversava com ele quase diariamente. Sempre falei que é um jogador de nível de Seleção Brasileira também. Se não for nesta Copa, na próxima com certeza ele vai estar. É um jogador que tem muitas qualidades, é um jogador novo. Falei para ele lá no jogo antes do Palmeiras para ele deixar a ansiedade de lado e não querer fazer o gol de qualquer jeito. E ele não precisa provar nada para ninguém. As coisas acontecem normalmente, principalmente para um goleador como ele – afirmou o técnico Renato Gaúcho.

MAIS! David Luiz tem primeiro contato com torcida: ‘Muito especial’

– Fico feliz, porque aconteceu contra o Palmeiras e aconteceu de novo. Todo atacante quando não faz gol fica bravo com ele mesmo. Então ele não estava fazendo gol e muita gente achando que eu estava brigado com ele, que alguém não queria que ele jogasse. Muita palhaçada – desabafou.

Publicidade

LEIA MAIS! Pedro destaca volta dos gols no Flamengo

Embora reserva de Gabigol, Pedro já aparece como o oitavo artilheiro da temporada no futebol brasileiro, com 14 gols. O número um é seu companheiro de equipe, o camisa 9 do Flamengo, com 27 gols.

Comentários