Publicidade

O Flamengo se tornou o maior campeão do Brasil nos últimos dois anos. O alto investimento na contratação de jogadores se traduziu em títulos tanto no âmbito nacional como no internacional.

A primeira parte da temporada 2021 foi bastante positiva para a equipe treinada por Rogério Ceni. A partir de fevereiro, veio o bicampeonato brasileiro, depois o bi da Supercopa do Brasil e no último sábado, o tricampeonato carioca. Além disso, o Flamengo avançou sem sustos às oitavas de final da Libertadores.

Flamengo Gabigol é uma das armas do Flamengo. Mas está na Seleção (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

A pandemia, entretanto, impediu, em parte, que o sucesso dentro de campo se traduzisse num esperado superavit do lado financeiro. Assustada com o desequilíbrio das contas, a diretoria travou novas contratações e vem negociando jogadores na tentativa de preservar os principais nomes do elenco.

Publicidade

O plantel rubro-negro é hoje muito enxuto para uma equipe que vai disputar três competições a partir de junho. Além do Brasileirão e da Libertadores, terá também a Copa do Brasil.

MAIS! Flamengo ganha reforços que são velhos conhecidos

A situação se agrava com as muitas convocações para Eliminatórias, Olimpíadas e Copa América. Só no mês de junho, a previsão é perder cinco titulares e mais o atacante Pedro.

Relacionadas

Publicidade

O duelo contra o Palmeiras no próximo domingo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, pode ser o último com o grupo completo por várias semanas.

– É um campeonato de longa duração e o meu medo, meu receio é que nós temos hoje, pro mês de junho, um elenco que vai perder peças importantíssimas para a Seleção Brasileira. Mérito deles por chegar à Seleção, mas nós temos que, de alguma maneira, reforçar – admitiu Rogério Ceni à Fla TV.

Mercado da bola pode prejudicar o Flamengo

Gérson pode deixar o Flamengo. Assim como outros craques assediados  (Foto: Marcelo Cortes)

O mercado da bola é outro fator que pode prejudicar muito o Flamengo. Gerson, Arrascaeta, Everton Ribeiro, Bruno Henrique, Rodrigo Muniz, Michael, entre outros, foram alvos de propostas, sondagens e especulações nas últimas semanas.

Publicidade

Com o caixa baixo, o Flamengo não tem uma boa condição para segurar seus jogadores mais caros. Gerson, por exemplo, está a um passo de deixar o Rubro-Negro rumo ao Olympique de Marselha-FRA. Assim os francês querem  o acordo em breve.

MAIS! Goleiros ficam na berlinda no Flamengo

Rogério Ceni, entretanto, está acostumado com as dificuldades. Ao chegar ao clube no final de 2020, conseguiu contornar os muitos problemas e levar o time ao título.

Publicidade

– Ano passado nós chegamos aqui com uma situação bem difícil. Quando iniciamos a campanha no Campeonato Brasileiro estávamos em terceiro lugar sem oito jogadores dessa equipe. Rodrigo Caio machucado, Gabigol com o tornozelo ruim, Diego no departamento médico machucado, Pedro na Seleção e lesionado, Everton Ribeiro na Seleção, dentre outros. E nós, devagarinho, fomos nos ajeitando e conseguimos chegar ao título brasileiro. E eu acho que um tricampeonato brasileiro, e eu já passei por isso, é muito especial de você conseguir – aposta, confiante, o ex-goleiro do São Paulo.

Ceni pode poupar em alguns jogos

Rogério Ceni vai precisar equilibrar as competições. Mas tem desafios (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo terá grandes concorrentes na busca pelo tri em 2021. São Paulo, Palmeiras, Atlético Mineiro e Grêmio, principalmente, se reforçaram e vão fazer de tudo para barrar as pretensões do Mais Querido.

Ceni irá priorizar alguma competição? Vai tentar ganhar tudo? Jogadores que têm sofrido lesões recorrentes, como Rodrigo Caio e Diego Alves, vão conseguir manter uma sequência? Thiago Maia, que retornará em julho após cirurgia no joelho, vai suportar a sequência de jogos? Quantos jogadores Tite irá convocar? Se Gerson sair, o clube terá dinheiro para manter os demais e ainda se reforçar?

Publicidade

MAIS! Flamengo reforça o Cruzeiro na Série B

As perguntas são muitas e as chances do Flamengo superar tudo isso e ganhar tudo não são muito boas. Mas tratando-se de Flamengo e de seu santo padroeiro, São Judas Tadeu, conhecido como o santo das causas impossíveis, melhor não apostar contra. Assim a torcida aposta.

Time-base: Diego Alves, Mauricio Isla, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego Ribas, Gérson (Thiago Maia) e Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique.

Comentários