Publicidade

Craque o Flamengo faz em casa e tem vendido muito bem para a Europa. A base rubro-negra tem feito sucesso no mercado da bola. O último deles é Rodrigo Muniz. O centroavante, de 20 anos, foi para o Fulham, da Inglaterra. Ele aumenta a lista dos jovens vendidos pelo Fla para a Europa no século XXI.

Rodrigo Muniz chegou ao Flamengo na base. Como profissional, o centroavante chegou a ser emprestado ao Coritiba, mas o técnico Rogério Ceni requisitou o retorno dele. O jovem, então, passou a ter mais chances e mostrou faro de artilheiro, sobretudo nesta temporada do futebol brasileiro.

Galeria de Fotos

Muniz deu conta do recado quando o Flamengo não pôde contar com Gabigol e Pedro. O jovem centroavante marcou nove gols nesta temporada, sendo três pelo Brasileirão, um pela Copa do Brasil e cinco pelo Carioca.

Relacionadas

Publicidade

A venda de Muniz é mais uma a turbinar os cofres da Gávea – ele foi negociado por 8 milhões de euros (R$ 50,6 milhões). O centroavante se junta a uma lista com Vinicius Júnior, Lucas Paquetá, Reinier…

Rodrigo Muniz Flamengo 130621 Rodrigo Muniz foi para o futebol inglês (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo )

Revelados pelo Flamengo e vendidos para a Europa no século

Além de clubes do Mundo Árabe, Muniz logo chamou atenção do futebol europeu. O Atlético de Madrid foi um interessado, mas recuou diante da pedida rubro-negra. A briga, então, ficou entre o Fulham e o Middlesbrough. O primeiro levou a melhor.

LEIA MAIS! Elenco do Flamengo é vacinado contra Covid

Publicidade

Destaque na base, o volante Vinicius Souza teve poucas chances no time de cima do Flamengo. Ele fez parte do grupo nos títulos da Libertadores e do Brasileiro de 2019. O Lommel SK, da Bélgica, contratou o jovem por 2,5 milhões de euros (R$ 15,8 milhões, na cotação atual).

MAIS! Andreas Pereira assina com Flamengo: Marcos Braz rebate críticas

Reinier turbinou os cofres da Gávea. Na base, o meia-atacante era considerado um dos melhores do mundo da geração dele. O Real Madrid, então, cresceu os olhos e levou Reinier por 30 milhões de euros (R$ 190 milhões, na cotação atual). Ele está emprestado ao Borussia Dortmund.

Reinier Flamengo Reinier foi campeão brasileiro e da Libertadores (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

Publicidade

Léo Duarte se consolidou no Flamengo e trocou de rubro-negro em 2019. O Milan buscou o zagueiro por 10,6 milhões de euros (R$ 67,1 milhões, na cotação atual).

O Flamengo contou com a ajuda do Santos nesta operação. Jean Lucas, emprestado ao clube paulista, chamou atenção e foi vendido ao Lyon por 8 milhões de euros (R$ 50,6 milhões, na cotação atual). Atualmente, o volante está no Monaco.

Paquetá deixou saudade no Flamengo

Lucas Paquetá era o principal jogador do Flamengo em 2018. O Milan contratou o meia-atacante por 38,4 milhões de euros (R$ 243,2 milhões, na cotação atual). É a segunda maior venda da história do clube carioca.

Lucas Paquetá deixou saudade (Foto: Staff Images/CRF)

Publicidade

Também em 2018, os gols de Felipe Vizeu chamaram a atenção da Udinese. O clube italiano contratou o centroavante por 5 milhões de euros (R$ 31,6 milhões, na cotação atual).

Vinicius Júnior foi vendido pelo Flamengo antes de completar 18 anos. O Real Madrid aguardou a maioridade para levar o atacante. Ele é a maior venda da história do clube carioca: 45 milhões de euros (R$ 285 milhões, na cotação atual).

O lateral-esquerdo Jorge virou dono da posição no Flamengo e não demorou a chamar atenção do futebol europeu. Ele inaugurou a sequência de boas vendas do clube carioca. O Monaco o contratou, em 2017, por 8,5 milhões de euros (R$ 53,8 milhões, na cotação atual).

Jorge na época de Monaco (Foto: Imago)

Publicidade

A Udinese buscou o zagueiro Samir no Flamengo em 2015. Ele foi negociado por 4 milhões de euros (R$ 25,3 milhões, na cotação atual).

Lembra do Drogbinha?

Diego Maurício surgiu com expectativa no Flamengo. O atacante, cujo apelido era Drogbinha, foi vendido ao Spartak Vladikavkaz, da Rússia, por 2,8 milhões de euros (R$ 17,7 milhões, na cotação atual).

Campeão brasileiro em 2009, o volante Airton chegou ao Flamengo na base. Ele foi vendido para o Benfica por 2,6 milhões de euros (R$ 16,4 milhões, na cotação atual), em 2010.

Publicidade

O meia Renato Augusto se destacou no título da Copa do Brasil do Flamengo em 2006. Dois anos depois, foi negociado com o Bayer Leverkusen por 5,2 milhões de euros (R$ 32,9 milhões, na cotação atual).

Renato Augusto Flamengo Renato Augusto fez sucesso no Flamengo (Foto: Getty Images)

Julio Cesar e Juan na lista rubro-negra

Capitão do Flamengo naquele título da Copa do Brasil, Jônatas foi para o Espanyol, em 2006, por 2 milhões de euros (R$ 12,6 milhões, na cotação atual).

O zagueiro Henrique assumiu o posto de titular do Flamengo e não demorou a ser vendido. O Bordeaux o contratou, em 2005, por 750 mil euros (R$ 4,7 milhões, na cotação atual).

Publicidade

O goleiro Julio Cesar deixou o Flamengo em 2005, rumo à Inter de Milão. O clube italiano desembolsou 2,45 milhões de euros (R$ 15,5 milhões, na cotação atual).

Julio Cesar se aposentou no Flamengo | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

O volante Ibson foi peça importante do Flamengo em 2004. Ele foi negociado com o Porto por 1,8 milhão de euros (R$ 11,4 milhões, na cotação atual).

O lateral-direito Léo Matos não teve muitas chances no time profissional do Flamengo. Jovem, foi vendido ao Olympique de Marselha por 1,4 milhão de euros (R$ 8,8 milhões, na cotação atual).

Publicidade

O talento de Juan logo chamou atenção do futebol europeu. O Bayer Leverkusen contratou o zagueiro por 3,5 milhões de euros (R$ 22,1 milhões, na cotação atual).

Alessandro participou do tri carioca de 2001. O lateral-direito foi vendido ao Dínamo Kiev, da Ucrânia, por 275 mil euros (R$ 1,7 milhão, na cotação atual).

Comentários