Publicidade

A torcida carioca do Flamengo poderá finalmente ver seu time em campo, pois a Prefeitura da cidade liberou a presença de público. Nesta segunda-feira, a administração do prefeito Eduardo Paes autorizou a venda de ingressos desde que sigam os protocolos.

O primeiro jogo com torcida será na próxima quarta-feira, na partida de volta da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Este será o primeiro evento-teste com liberação de 35% da lotação do Maracanã.

Torcida do Flamengo: "O Maraca é nosso!" Flamengo terá público no Maracanã em setembro (Divulgação)

Na segunda partida, no dia 19, também contra o Tricolor gaúcho, mas pelo Brasileirão, o percentual aumentará para 40%. Já no dia 22, pela semifinal da Libertadores contra o Barcelona de Guayaquil, o Maracanã poderá abrigar 50% de sua capacidade.

Publicidade

A liberação parcial do público recebeu elogios de dirigentes do Flamengo, mas a situação ainda não é a ideal. O VP jurídico Rodrigo Dunshee de Abranches reclamou dos altos custos para o torcedor.

“Jogo c público no Maraca. Todos vacinados ao menos 1 vez e c teste rápido, criando-se um ambiente limpo. Sei q tem praia lotada, metrô e etc (sem exame), mas sou grato ao prefeito pela liberação, pq o futebol é o mais visado. Mas vamos evoluir. Jogar assim é mt caro p a nação,” postou em sua conta no Twitter.

Leia Também:

Renato Gaúcho segue com os treinos com desfalques

Publicidade

David Luiz! Corinthians descarta e Flamengo deve ser destino

Já o VP de futebol Marcos Braz usou as redes sociais em tom de desabafo:

“Antes tarde do que nunca!” escreveu.

Publicidade

Para comprar o ingresso, o torcedor terá de apresentar o comprovante de vacinação e teste RT-PCR ou antígeno para Covid-19 48 horas antes do jogo. O custo do exame vai dificultar o acesso para o público de menor poder aquisitivo.

Relacionadas

Walter Monteiro Flamengo

O último jogo do Flamengo no Maracanã sem qualquer restrição de público aconteceu no dia 11 de março de 2020. Diante de mais de 63 mil torcedores, o Rubro-Negro venceu o Barcelona de Guayaquil pela fase de grupos da Libertadores por 3 a 0.

Comentários