Publicidade

O mês de junho terá rodada pelas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022. A Seleção Brasileira, por exemplo, vai enfrentar Equador e Paraguai entre os dias 4 e 8 de junho. Mas quem está mais preocupado com esta situação não é o técnico Tite. E sim Rogério Ceni, treinador do Flamengo. Isso porque as convocações podem impactar no time carioca. O Flamengo pode sofrer um verdadeiro ‘desmanche’ por conta das Eliminatórias.

O Flamengo conta em seu plantel com seis convocáveis para a Seleção Brasileira. Nomes que Tite já convocou ou já elogiou. Dois deles dificilmente aparecerão na lista dos convocados que será divulgada nesta sexta-feira. São eles o zagueiro Rodrigo Caio e o volante Gérson. Ambos estão lesionados e mesmo provavelmente voltando aos gramados antes de junho, suas chamadas não seriam bem aceitas.

Everton Ribeiro já jogou nessas Eliminatórias (Foto: : Lucas Figueiredo/CBF)

O meia Éverton Ribeiro e os atacantes Bruno Henrique, Gabigol e Pedro são nomes que estão na boca de Tite. Mas o apoiador não vem na sua melhor temporada. Além disso dificilmente ele chamaria Pedro e Gabigol em uma mesma convocação. Mas sempre existe a preocupação.

Publicidade

MAIS! ‘Aliado’ de Bolsonaro, Flamengo rebate críticas sobre Havan

Chile e Uruguai também preocupam

Vale lembrar que o Flamengo não sofre apenas com as vontades de Tite. Isso porque o lateral-direito Isla e o meia De Arrascaeta são figuras constantes nas seleções de Chile e Uruguai, respectivamente.

Relacionadas

Rodrigo Muniz Flamengo

Os jogadores convocados para as seleções nas Eliminatórias sul-americanas deverão ficar fora de seus clubes entre os dias 1 e 9 de junho. Assim eles perderiam o jogo de ida da Copa do Brasil contra o Coritiba e o confronto diante do Grêmio, no Rio Grande do Sul, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso o Flamengo precisaria de ma logística para ter os convocados no dia 9, diante do Coxa, no jogo de volta da Copa do Brasil.

Comentários