Publicidade

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, pretende apoiar o projeto de lei aprovada pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), que autoriza a construção de áreas de ingressos populares em estádios de futebol, como o Maracanã, administrado pelo Rubro-Negro em conjunto com o Fluminense. Trata-se da famosa geral. A ideia é que cadeiras dos degraus inferiores da arquibancada sejam retirados.

Maracanã não está recebendo jogos (Foto: Divulgação)

A geral sempre foi um setor muito valorizado no Maracanã. Mas acabou sendo proibido pela Fifa em competições internacionais. Então, os estádios brasileiros, tendo que se adequar a normas internacionais por conta da realização da Copa do Mundo de 2014, dos Jogos Olímpicos de 2016 e da Copa América, antes prevista para 2015 e realizada em 2019. Os ingressos de geral sempre tiveram preços mais populares.

Apesar do interesse do Flamengo, as obras para a reconstrução da geral só poderão acontecer no fim do ano, pois o estádio vai receber em dezembro a final da Copa Libertadores, o que exige ainda as normas determinadas pela Fifa.

Flamengo descarta novo estádio

Publicidade

Ainda sobre estádio, Rodolfo Landim, em entrevista ao canal “Fox Sports”, descartou que o clube tente a contrução de um estádio próprio.

– A torcida do Flamengo tem uma música em que ela canta que “o Maraca é nosso”. Ou seja, nosso torcedor gosta do Maracanã. Ela sente o estádio como seu e vamos é investir nisso – avisou o mandatário.

O Flamengo sempre foi ironizado por seus rivais, principal Botafogo, por conta do Estádio Nilton Santos, e Vasco, devido a São Januário, por não ter estádio próprio. Até a década de 90 o Rubro-Negro mandava jogos menores na Gávea. Hoje, este campo é destinado apenas a partidas das categorias de base. Existe uma corrente que defende que a Gávea possa ser reestruturada para receber partidas de pequeno porte do Campeonato Carioca. Apesar disso, no momento, com o Maracanã recebendo sempre um público muito grande, mesmo neste tipo de partida, a Gávea acabou sendo realmente deixada de lado.

Publicidade

Leia Também:

Flamengo tenta ser de ‘outro patamar’ até na paralisação

Pedro não se surpreende com bom início no Flamengo