Publicidade

O VP de futebol do Flamengo retornou ao Brasil de mãos vazias após duas semanas na Europa tentando contratar reforços para o Flamengo. Apesar da falta de novidades, o dirigente defendeu a estratégia, pediu paciência e lembrou do histórico da diretoria rubro-negra.

O Flamengo foi em busca de dois atletas, o atacante Kenedy e o volante Thiago Mendes. Seus clubes, Chelsea e Lyon, entretanto, não se deixaram seduzir pelas ofertas do Mais Querido. Isso, contudo, não significa que eles não possam vir em breve.

Marcos Braz defende postura responsável em negociações por reforços (Reprodução Youtube)

– O prazo final é dia 28. As pessoas precisam entender que nas outras janelas a gente também usou esse prazo inteiro. Contratamos jogadores sem gastar um Real do Flamengo. Como foi o caso do Rafinha, do Filipe Luís, o Gabigol na primeira vez que veio por empréstimo – afirmou Braz no embarque do Flamengo para o Paraguai, nesta terça-feira.

Publicidade

– Então tem que ter paciência. Não foi possível trazer os jogadores num primeiro momento, mas das outras vezes também foi assim. Filipe Luís, por exemplo, a gente esperou acabar a Copa América e entrou de férias – completou.

Relacionadas

David Luiz
Arrascaeta Flamengo x Palmeiras

Os clubes europeus ainda esperam por ofertas mais vantajosas no continente, e relutam em aceitar as condições do Flamengo. Mas o clube carioca mantém sua posição e aguardará até o fechamento da janela de transferências internacionais, no fim de agosto.

Leia também:

Flamengo visita o Olimpia em primeiro round das quartas

Publicidade

Flamengo, com desfalques, fecha preparação para pegar Olimpia. Veja os relacionados!

Embora cientes de que o Flamengo irá perder jogadores nas Eliminatórias no próximos meses, a diretoria não abrirá os cofres. A gestão de Rodolfo Landim, portanto, não abandonará sua política financeira responsável.

– Ninguém quer contratar mais do que a gente, eu e o Bruno (Spindel), o presidente. A gente também tem a consciência da necessidade. As datas Fifa estão batendo na porta. Só que a gente, com calma e tranquilidade, às vezes não é compreendido, ou muitas vezes as pessoas têm outra interpretação. A gente entende e respeita isso, mas eu acho que vamos continuar fazendo o que vem fazendo nessa gestão do Landim nesse últimos dois anos e meio. E eu acho, até pelos resultados, que a gente não está muito errado – concluiu Braz.

Comentários