Publicidade

Quando Éverton Ribeiro foi derrubado na área por Martínez no primeiro tempo do jogo com o La Calera, o Flamengo só pensava em reduzir a desvantagem de 2 a 0 no Chile. Mas aquele lance entraria para a história do Flamengo. Ao converter o pênalti marcado pelo árbitro colombiano Andres Rojas, Gabigol se tornou o maior artilheiro do Flamengo na história da Copa Libertadores com 17 gols. Ao fim do jogo os dois times empataram por 2 a 2.

Com os gols marcados contra a LDU, triunfo por 3 a 2, na semana passada, Gabigol tinha se igualado a Zico com 16 gols. Mas contra o La Calera ele superou o Galinho e agora ninguém tem mais gols que ele com a camisa flamenguista no torneio continental.

Gabigol busca a bola após entrar para a história do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Os dois gols mais importantes de Gabigol pelo Flamengo na Copa Libertadores foram em 2019, quando fez os da virada de 2 a 1 sobre o River Plate na decisão daquele ano. A geração dele conquistava a América 28 anos depois de o time de Zico ter conseguido o feito em final contra os chilenos do Cobreloa.

Publicidade

MAIS! Flamengo teme convocações e pode segurar Rodrigo Muniz

Bruno Henrique chegou aos dez gols no torneio nesta edição e se igualou a Tita como terceiro maior artilheiro do Flamengo no torneio. Ambos são perseguidos por outro jogador do atual elenco, Éverton Ribeiro, com sete gols. Marcelinho Carioca e Tita também somam sete gols. Assim o quadro vai esquentar ainda neste torneio. Mas ninguém promete mais do que Gabigol.

Relacionadas

Comentários