Publicidade

Em clássico movimentado, o Fluminense levou a melhor e venceu por 3 a 1 o Flamengo, neste sábado, no Maracanã. Com o resultado, os tricolores chegaram a 39 pontos e colaram no G-6. Já os rubro-negros, com 46, caíram para terceiro e podem ver o Atlético-MG disparar na liderança.

No primeiro tempo, o Flamengo até começou melhor, mas viu o Fluminense marcar com John Kennedy. Na etapa final, os tricolores novamente foram cirúrgicos e ampliaram com John Kennedy. O Flamengo ainda diminuiu com Renê. No entanto, o Fluminense decretou a vitória nos minutos finais, com Abel Hernández.

John Kennedy foi o destaque no clássico (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

O Fluminense volta a campo nesta quarta-feira, em jogo adiado, contra o Santos, na Vila Belmiro. Já o Flamengo terá o confronto direto com o Atlético-MG, no sábado, no Maracanã.

O jogo

Publicidade

O clássico começou com o Flamengo melhor em campo. Tanto que os rubro-negros quase abriram o placar aos cinco minutos. Matheuzinho aproveitou escorada na área e cabeceou no travessão. Só que o Fluminense foi quem marcou aos 16. John Kennedy aproveitou cruzamento e finalizou para o gol, Diego Alves conseguiu a defesa, mas o atacante pegou o rebote para empurrar para a rede.

O revés foi sentido pelo Flamengo, que viu o Fluminense assumir o controle da partida. No entanto, os tricolores pouco avançavam e preferiam esperar os rubro-negros para sair nos contra-ataques. Os flamenguistas quase empataram aos 34 minutos, quando Vitor Gabriel aproveitou erro da zaga e finalizou em cima de Marcos Felipe. A bola ainda passou por baixo do goleiro, que conseguiu se recuperar a tempo.

Nos minutos finais, o clássico mais pegado, com algumas jogadas mais ríspidas. Nem Fluminense nem Flamengo criaram boas chances. Assim, os tricolores foram para o intervalo a frente no placar.

Flu cirúrgico na etapa final

Publicidade

No segundo tempo, o Flamengo voltou com intenção de igualar o marcador. Os rubro-negros levaram perigo logo com dois minutos, em cobrança de falta de Andreas Pereira. Só que novamente, na primeira investida ao ataque, o Fluminense chegou ao gol no Maracanã, aos 15 minutos. Mais uma vez, Luiz Henrique cruzou e John Kennedy apareceu para mandar para a rede.

Assim como na etapa inicial, os rubro-negros sentiram o revés. O Fluminense aproveitou para avançar com mais intensidade e quase ampliou aos 23 minutos. Luiz Henrique cruzou rasteiro, John Kennedy deixou passar para Yago. O volante chutou para grande defesa de Diego Alves, que viu a bola ir ainda na trave.

No entanto, quase menos pressionava, o Flamengo conseguiu diminuir o marcador. Aos 25 minutos, Renê aproveitou bate e rebate e acertou belo chute, sem chance para Marcos Felipe.

Publicidade

A partir dai, o clássico ficou aberto. O Flamengo foi em busca do empate, mas dava espaço para o Fluminense. Os tricolores foram mais competentes e chegaram ao terceiro gol aos 40 minutos. Abel Hernández foi lançado, levou a melhor sobre o marcador e finalizou no ângulo, sem chance para Diego Alves, para dar números finais no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 1 FLAMENGO

Local: Maracanã, No Rio de Janeiro (RJ)
Data: Sábado, 23 de outubro de 2021
Hora: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Renda: R$ 477.212,00
Público: 10.029 presentes
Cartões amarelos: André, David Braz, Samuel Xavier, Abel Hernández, Lucca e John Kennedy (Fluminense); Diego, Vitinho e Éverton Ribeiro (Flamengo)
GOLS
FLUMINENSE: John Kennedy, aos 16min do primeiro tempo e 15min do segundo tempo; Abel hernández, aos 40min do segundo tempo
FLAMENGO: Renê, aos 25min do segundo tempo

FLUMINENSE: Marcos Felipe, Samuel Xavier, David Braz, Luccas Claro e Marlon (Danilo Barcelos); André, Yago e Jhon Arias (Lucca); Caio Paulista (Martinelli), Luiz Henrique (Gustavo Apis) e John Kennedy (Abel Hernández)
Técnico: Marcão

Publicidade

FLAMENGO: Diego Alves, Matheuzinho, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Renê (Ramon); Thiago Maia (Kenedy), Diego (Vitinho) e Andreas Pereira (Willian Arão); Everton Ribeiro, Michael e Vitor Gabriel
Técnico: Renato Gaúcho

Comentários