Publicidade

Com mais uma vitória sobre o Athletico Paranaense em 2020, o Flamengo avançou às quartas de final da Copa do Brasil. Depois de vencer o confronto de ida por 1 a 0, O Rubro-Negro carioca fez 3 a 2 na noite desta quarta-feira, no Maracanã e avançou no mata-mata. Esta foi a quarta vez que Flamengo e Furacão se enfrentaram este ano, e o Urubu venceu todas.

Pedro marcou duas vezes na vitória do Fla sobre o Furacão (Reprodução ge)

Pedro, (2) e Michael marcaram para o Flamengo, e Erick e Bissoli descontaram para o Athletico.

Classificado com o placar agregado de 4 a 2, o Flamengo vai aguardar o sorteio da CBF para conhecer seu adversário na próxima fase.

Publicidade

As duas equipes voltam a campo no final de semana, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão recebe o Fortaleza, no sábado, enquanto o Flamengo encara o Atlético-MG, no Maracanã.

Flamengo abre 2 de vantagem mas Furacão desconta

Mesmo precisando reverter a vantagem do Flamengo, o Athletico deu a iniciativa do jogo para a equipe carioca. E nos primeiros 35 minutos, o jogo foi basicamente um ataque contra defesa.

O Fla dominou inteiramente o jogo e abriu o placar aos 23 minutos. Willian Arão lançou Matheuzinho na direita e o lateral cruzou rasteiro para Pedro, no meio da área. O camisa 21 dominou, tirou de Thiago Heleno e bateu colocado, fora do alcance de Santos.

Publicidade

Três minutos depois, em contra-ataque rápido, Carlos Eduardo entrou na área e Léo Pereira deu carrinho na bola e na sequência derrubou o atacante. O árbitro assinalou o pênalti, mas voltou atrás depois de rever o lance com auxílio do vídeo.

O Flamengo continuou amassando o Furacão e ampliou aos 33. Everton Ribeiro recebeu na ponta direita, tocou rasteiro para a entrada de Matheuzinho por dentro e ele mandou para a pequena área. Pedro só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

O Athletico foi para o tudo ou nada e avançou suas linhas. Mas o jogo estava controlado para o Fla até que Willian Arão recuperou uma bola na frente da área pela direita e rolou no meio para Gerson. Erick se antecipou, roubou a bola e mandou um balaço no ângulo de Hugo Souza, que não conseguiu evitar o gol.

Um gol pra cada lado no segundo tempo

Publicidade

O jogo ficou mais solto e equilibrado no segundo tempo, com as duas equipes buscando o gol. O Athletico não se deu por vencido e tentou surpreender o Urubu.

O Flamengo teve uma boa chance de ampliar logo aos três minutos. Willian Arão enfiou para Pedro, que domina mas Santos sai bem do gol.

Aos 14, o Athletico quase empata em cruzamento da esquerda por Abner, que Thiago Heleno aproveitou de cabeça mas Hugo fez bela defesa.

Publicidade

O Flamengo teve um gol de Thiago Maia anulado aos 31, quando foi marcado impedimento de Isla, no início da jogada.

Aos 38, entretanto, o gol valeu. Bruno Henrique recebeu no bico da área pela esquerda, tabelou com Lincoln e chutou rasteiro cruzado. Santos defendeu mas deu rebote e Michael entrou em velocidade pelo outro lado e tocou para a rede.

Quatro minutos depois, Bissoli aproveitou bobeada da defesa do Fla para descontar com belo chute cruzado.

FICHA TÉCNICA

Publicidade

FLAMENGO-RJ 3 X 2 ATHLETICO-PR

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: Quarta-feira, 04/11/2020
Horário: 21h30 horas (Brasília)
Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Léo Pereira, Thiago Maia (Fla); Abner, Ravanelli, Paulo Autuori. (Athletico)
Gols:
FLAMENGO: Pedro, aos 23 e aos 33 min do 1º tempo; Michael, aos 38 min do 2º tempo
ATHLETICO: Erick, aos 40 min do 1º tempo; Bissoli, aos 42 min do 2º tempo

FLAMENGO: Hugo Souza, Matheuzinho (Isla), Thuler, Léo Pereira e Filipe Luís (Ramon); Willian Arão, Thiago Maia e Gerson; Everton Ribeiro (Michael), Pedro (Lincoln) e Bruno Henrique (Renê)
Técnico: Domènec Torrent

Publicidade

ATHLETICO: Santos; Khellven (Richard), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington (Alvarado), Erick e Lucho González (Ravanelli); Reinaldo, Carlos Eduardo (Christian) e Fabinho (Bissoli)
Técnico: Paulo Autuori