Publicidade

Em vez da liderança, uma goleada. O Flamengo entrou em campo de olho no primeiro lugar e viu um concorrente direto atropelar. O São Paulo virou o jogo e aplicou 4 a 1, neste domingo, no Maracanã, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor Paulista, inclusive, tem chance de ser o campeão simbólico do 1º turno. De qualquer maneira, o São Paulo mostra que pode brigar pelo título brasileiro.

Gerson Flamengo x São Paulo Gerson lutou, mas não impediu a goleada | Foto: Alexandre Vidal | Flamengo / Divulgação

O Flamengo precisava vencer para assumir a liderança, depois da derrota do Internacional. O começo até foi animador. Saiu na frente aos cinco minutos. Porém, a tarde era do São Paulo. O nome da vitória foi Tiago Volpi, que defendeu dois pênaltis e ainda deu uma assistência, que sacramentou a goleada. Com três jogos a menos (Goiás, Ceará e Botafogo), o Tricolor pode conquistar o simbólico título do 1º turno.

Fim da invencibilidade do Flamengo

Além de não assumir a liderança do Brasileiro, o Flamengo vê a sequência de 12 jogos de invencibilidade – eram nove vitórias e três empates, somando todas as competições – ser quebrada. E o técnico Domènec Torrent tem questões a tratar. Peças importantes do time não foram bem, como Éverton Ribeiro e Bruno Henrique. Além disso, a zaga ainda preocupa. E o Fla sentiu emocionalmente ao longo do jogo.

Publicidade

O Flamengo continua com 35 pontos e na segunda colocação. E pode perder uma posição nesta rodada. O Atlético-MG visita o Palmeiras. Já o São Paulo está com 30 pontos, na quinta colocação, mas de olho na ponta.

Na próxima rodada, o Flamengo terá mais um confronto direto pela frente e vai encarar o Atlético-MG, domingo, às 18h15, no Mineirão. Antes, o Rubro-Negro decide vaga para as quartas de final da Copa do Brasil: recebe o Athletico-PR, nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. No jogo de ida, o Fla venceu por 1 a 0. Portanto, tem a vantagem do empate. Já o São Paulo enfrenta o Goiás, pelo Brasileiro, no sábado, às 19h, no Morumbi. O Tricolor Paulista também tem compromisso no meio de semana: recebe o Lanús, nesta quarta, às 19h15 (perdeu o jogo de ida por 3 a 2).

São Paulo vira sobre o Flamengo no 1º tempo

O São Paulo começou o jogo pressionando e atrapalhando a saída de bola rubro-negra. O Fla, então, usou a bola longa. Vitinho ganhou pelo alto e acionou Pedro, que se livrou de Bruno Alves e, na entrada da área, deu um tapa de canhota, no canto: 1 a 0, logo aos cinco minutos. O clube paulista não sentiu e passou a controlar a partida, até se aproveitando de um certo recuo carioca. E empatou aos 16 minutos. Tchê Tchê ficou com rebote após cruzamento da esquerda, dominou e acertou um belo chute: 1 a 1.

Publicidade

O Fla voltou a tomar a rédea da partida e passou a pressionar o São Paulo. Pedro fez o pivô para Éverton Ribeiro, que invadiu a área e foi derrubado por Diego Costa. O árbitro Caio Max Augusto Vieira nada marcou. O VAR, comandado por Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, recomendou a revisão do lance. O juiz, então, marcou o pênalti. Bruno Henrique bateu no canto direito, mas Volpi defendeu a cobrança.

Volpi Flamengo x São Paulo Volpi defende a cobrança de Bruno Henrique | Foto: Reprodução TV

O jogo ficou equilibrado, com as duas equipes buscando o ataque. O São Paulo se deu melhor. Em descida pela esquerda, Reinaldo cruzou para área. Gustavo Henrique cortou mal, o que acabou virando uma assistência para Brenner emendar de primeira e virar o placar: 2 a 1.

Flamengo perde outro pênalti

O São Paulo quase ampliou logo no começo do segundo tempo, aos dois minutos. Gabriel Sara foi lançado nas costas de Natan, mas parou na boa defesa de Hugo Souza. O goleiro também teve de trabalhar em chute de fora da área de Reinaldo. Superior, o clube paulista teve um pênalti a favor. Porém, o Flamengo reclama que a origem do lance teve um erro da arbitragem. O Fla teria tiro de meta, mas a marcação apontou escanteio. Na sequência do lance, em bola alçada para área, Gustavo Henrique acertou Brenner, que se antecipou na jogada. O árbitro nada marcou, mas o VAR recomendou a revisão: penalidade. Reinaldo bateu e converteu: 3 a 1.

Publicidade

O Flamengo reagiu rapidamente. Gerson fez jogada individual e foi derrubado na área por Daniel Alves: pênalti. Desta vez, Pedro cobrou. Outra vez, Volpi defendeu a cobrança e também pegou o rebote. Domènec fez a primeira mudança e colocou Michael no lugar de Vitinho.

O clube carioca pressionava. Bruno Henrique cruzou para João Gomes, que acertou o travessão. Acuado, o São Paulo conseguiu encaixar mais um golpe. Volpi apostou na bola longa, Luciano ganhou de Natan e tocou na saída de Hugo Souza: 4 a 1. O jogo estava decidido. Que vitória tricolor.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1X4 SÃO PAULO

Publicidade

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: Domingo, 01/11/2020
Horário: 16h (Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Vinicus Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Isla, João Gomes, Gerson e Gustavo Henrique (Flamengo) e Diego Costa, Tiago Volpi e Daniel Alves (São Paulo)
Cartão vermelho:  –
Gols:
Flamengo: Pedro, aos 5 minutos do 1º tempo
São Paulo: Tchê Tchê, aos 16 minutos do 1º tempo, Brenner, aos 45′ do 1º tempo, Reinaldo, aos 13′ do 1º tempo e Luciano, aos 36′ do 2º tempo

FLAMENGO: Hugo Souza; Isla, Gustavo Henrique, Natan (Léo Pereira) e Filipe Luís; João Gomes, Gerson e Éverton Ribeiro (Lincoln); Vitinho (Michael), Bruno Henrique e Pedro. Técnico: Domènec Torrent.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Tchê Tchê, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo (Léo); Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Vitor Bueno); Luciano e Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz.