Publicidade

Gabigol voltou para a Vila Belmiro e enfrentou as provocações de dirigentes santistas. Mas não se intimidou e decidiu o confronto. O craque fez três gols no triunfo de 4 a 0 do Flamengo sobre o Santos pelo Campeonato Brasileiro.

A noite do Flamengo foi tão brilhante que Andreas Pereira, que estreou entrando no segundo tempo, fez o quarto gol do jogo um minuto depois de entrar em campo.

Gabigol decidiu para o Flamengo. Além disso venceu provocações (Foto: Reprodução TV)

Com o resultado, o Flamengo chegou aos 31 pontos e assumiu a quarta posição até os jogos deste domingo. Mas pode ser superado. Além disso o Peixe permaneceu com 22 pontos.

Publicidade

MAIS! Marcos Braz faz mistério sobre reforço para a zaga

Por ter jogadores convocados para as Eliminatórias para a Copa do Mundo, o Flamengo agora só volta a campo no dia 12 de setembro, quando visita o Palmeiras em São Paulo. Já o Santos visita o Cuiabá no sábado da próxima semana, na Arena Pantanal, no Mato Grosso.

Primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio

Flamengo de Arão fez jogo equilibrado com o Santos. Mas deslanchou no fim (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Apesar do favoritismo do Flamengo, o jogo começou equilibrado. Os cariocas assustaram primeiro aos três minutos. Após cruzamento de Isla, Éverton Ribeiro chutou para boa defesa do goleiro João Paulo. Dez minutos depois o Santos respondeu. Gabriel Pirani arriscou de fora da área e a bola passou sobre o gol.

Publicidade

Mais presente no campo de ataque o Flamengo quase abriu o marcador aos 17 minutos. João Paulo fez duas defesas após cruzamento de Diego. Na primeira em uma cabeçada de Gabigol, que Gustavo Henrique pegou o rebote, mas praticamente recuou para o arqueiro. Mas o Peixe dava trabalho. Aos 28 minutos, após arrancada de Marcos Leonardo, Pirani cruzou e Lucas Braga escorou para fora.

Aos 35 minutos o goleiro João Paulo voltou a aparecer. Ele fez boa defesa em cobrança de falta de Diego. Assim o jogo foi igual para o intervalo. Mas depois disso…

Gabigol resolve a parada

Arrascaeta tentou furar o bloqueio do Santos.Mas não estava feliz (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Na volta do segundo tempo o Flamengo abriu o placar logo aos seis minutos. Wagner Leonardo falhou na defesa e acabou cometendo pênalti em Michael. Gabigol cobrou com a qualidade que todos conhecem e colocou o Rubro-Negro em vantagem.

Publicidade

O Flamengo ampliou aos 25 minutos. Thiago Maia lançou Michael, que penetrou na área e rolou para Gabigol, livre de marcação, mandar a bola para o fundo da rede.

Relacionadas

David Luiz Arsenal
Marcão Fluminense

O craque seguiu infernizando. Cinco minutos depois driblou o goleiro, mas saiu com bola e tudo. Já aos 32 João Paulo fez um milagre ao salvar com os pés complemento de dentro da área.

Mas aos 36 minutos João Paulo teve que largar a bola após chute de Matheuzinho e ela se ofereceu justamente para Gabigol fazer o terceiro.

Publicidade

O drama do Santos ampliou aos  38 minutos. A zaga saiu jogando errado e a bola sobrou para o estreante Andreas Pereira, que tinha acabado de entrar, estufar as redes. Mas era o fim da noite mágica do Flamengo. Além disso foi o fim do pesadelo do Peixe.

FICHA TÉCNICA
SANTOS-SP 0 X 4 FLAMENGO-RJ

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: Sábado, 28/08/2021
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC-Fifa)
Assistentes: Bruno Boschilla (PR-Fifa) e Naílton Júnior de Souza Oliveira (CE)
VAR: Rodolpho Toski Marques (PR-Fifa)
Renda e público: jogo disputado com os portões fechados por conta da pandemia
Cartões amarelos: Carlos Sánchez, Robson, Felipe Jonatan, Fernando Diniz e Jean Mota (Santos) e Isla, Diego, Bruno Viana e Gustavo Henrique (Flamengo)
Gols:
SANTOS:
FLAMENGO: Gabigol aos 6, aos 25 e aos 35 minutos do 2º Tempo

Publicidade

SANTOS: João Paulo, Madson, Robson, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Camacho, Carlos Sánchez (Luiz Henrique), Jean Mota (Ivonei) e Gabriel Pirani; Marcos Leonardo e Lucas Braga (Marcos Guilherme)
Técnico: Fernando Diniz
FLAMENGO: Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Gustavo Henrique, Bruno Viana e Filipe Luis; Willian Arão, Diego (Thiago Maia) e Arrascaeta (Andreas Pereira); Everton Ribeiro (Vitinho), Gabigol (Pedro) e Michael
Técnico: Renato Gaúcho

Comentários