Publicidade

O Flamengo venceu o Unión La Calera por 4 a 1 no Maracanã, mas se engana quem pensa que foi um passeio. O Rubro-Negro teve um mau momento na partida desta terça-feira e o resultado poderia ter sido diferente.

Com 2 a 0 no placar, os chilenos voltaram com uma postura diferente no segundo tempo. Eles adiantaram a marcação, fizeram um gol numa falha da defesa aos 11 minutos e controlaram a posse de bola. Só o gol de Gabigol aos 33 minutos, devolveu a tranquilidade. Portanto, na primeira metade da segunda etapa, o jogo quase mudou de figura.

Ceni dá instruções da área técnica (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Em sua coletiva, Rogério Ceni tentou explicar o que aconteceu em campo.

Publicidade

– Não é nem que você não entre ligado, mas naturalmente o adversário busca mais o gol, pressiona um pouco mais. Assim como está sujeito a tomar o gol no mano a mano atrás. Mas ele também aumenta a possibilidade de finalizar no seu gol. Quando estivermos vencendo a partida, também temos que entrar com um nível um pouco mais elevado de concentração. Realmente, sofremos um pouco e a pior parte do jogo pra gente foram esses 15 minutos iniciais do segundo tempo – admitiu o treinador.

Relacionadas

Para Ceni, entretanto, a atuação da defesa, com Arão e Bruno Viana na zaga, foi boa no geral.

– Sempre é preciso melhorar, mas sofremos três finalizações em 97 minutos de jogo. Cometemos um erro que eu tenho que ver melhor. Acho que o Bruno tentou antecipar e acabou levando a bola nas costas. Mas eu achei uma boa atuação da defesa – avaliou.

Arão voltou a atuar como zagueiro (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Publicidade

Após a segunda vitória na Libertadores, o Flamengo volta suas atenções para as semifinais do Carioca. No sábado, o Rubro-Negro enfrenta o Volta Redonda no jogo de ida, no Raulino de Oliveira.

Comentários