Publicidade

A segunda-feira é de despedida. O Flamengo faz o último jogo do ano no Maracanã – enfrenta o Santos, às 20h (horário de Brasília), pela 37ª rodada no Campeonato Brasileiro.

O Flamengo, assim, fecha a campanha como mandante no Brasileirão, com um retrospecto positivo, mas com derrotas dolorosas. O Fla já conquistou 40 pontos – pontuação maior em relação à temporada 2020. Entretanto, alguns tropeços no Maracanã foram pesados para o clube carioca em 2021.

Everton Ribeiro Flamengo x Cuiabá O Flamengo tropeçou no Cuiabá no Maracanã | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Por sinal, o Flamengo perdeu mais como mandante do que como visitante até aqui. Foram quatro derrotas com o mando de campo, contra três como “forasteiro”. O Fla desperdiçou pontos importantes no Maracanã.

Relacionadas

Jorge Jesus Benfica
Ramon Flamengo

Publicidade

Como mandante, o Flamengo perdeu para o Bragantino e Fluminense (clássico disputado em São Paulo), ainda com Rogério Ceni à frente do clube carioca, e para Internacional e Grêmio, com Renato Gaúcho. O outro tropeço foi o empate com Cuiabá. E teve uma derrota no Maraca como visitante, no Fla-Flu.

MAIS! Flamengo mexe com Carvalhal: ‘Um dos maiores clubes do mundo’

O Fla vai fechar o Brasileiro com a segunda melhor campanha como mandante. O Atlético-MG, que já fez os 19 jogos em casa, somou 52 pontos neste recorte. O Rubro-Negro pode chegar a 43.

Flamengo como mandante nos últimos anos

Publicidade

No título da temporada passada, o Fla conquistou 37 pontos como mandante. Foram 11 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Não houve público, em função da pandemia.

Já em 2019, o Flamengo deitou e rolou no Maracanã. O clube carioca não perdeu como mandante no título brasileiro daquele ano. O Fla somou 53 pontos, com 17 vitórias e dois empates.

O Fla também superou a marca dos 40 pontos como mandante em 2018 (fez 44 pontos) e em 2016 (41 pontos – o Maracanã foi utilizado só na reta final da temporada). Cenário diferente de 2015, quando o clube carioca fez 27 pontos como mandante.

Comentários