Publicidade

O Flamengo conseguiu um alívio financeiro. O clube divulgou o balancete do último trimestre, que apontou uma queda no prejuízo econômico, em função das restrições e desdobramentos da pandemia da Covid-19, como jogos com portões fechados, por exemplo.

Rodolfo Landim Flamengo Presidente Rodolfo Landim conduz o Flamengo | Reprodução YouTube

Até o momento, o déficit do clube em 2020 é de R$ 19,8 milhões, o que significa uma melhora em relação ao trimestre anterior, que apontava um prejuízo de R$ 26,1 milhões, em julho. Ou seja, o Flamengo conseguiu reduzir o prejuízo em 6,3 milhões neste período.

LEIA MAIS! Flamengo negocia com Fiorentina a melhor forma de comprar Pedro

Publicidade

A receita líquida do Flamengo no ano, até o momento, é de R$ 495 milhões. Em comparação com o ano passado, no mesmo período, ou seja, até o terceiro trimestre de 2019, o Fla vinha de lucro de R$ 74 milhões.

Flamengo confirma valores de vendas de atletas

O Flamengo lançou, neste balancete, três vendas de jogadores. O valor, somado, chega a 8 milhões de euros (cerca de 53 R$ milhões). O clube carioca registrou a negociação do volante Vinicius Souza ao Lommel BK, da Bélgica, por 1,7 milhão de euros em outubro de 2020 e 800 mil euros em julho de 2021. Já o lateral-esquerdo Caio Roque foi negociado, também com o Lommel, por 1,5 milhão de euros, sendo uma parcela de 1 milhão de euros em outubro e 500 mil euros em setembro de 2021.

LEIA MAIS! Paredão, Hugo Souza elege melhores defesas pelo Flamengo

Publicidade

A terceira negociação lançada no balancete diz respeito a Pablo Marí, zagueiro negociado com o Arsenal. O valor registrado foi o de 4 milhões de euros. Outra grana que vai pintar nos cofres rubro-negros é da ida de Lucas Paquetá para o Lyon.

O Flamengo vai receber 800 mil euros pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, por ser o clube formador de Paquetá. A previsão do pagamento é em três parcelas, cada de 267 mil euros, em novembro de 2020, dezembro de 2021 e outubro de 2022.