Publicidade

O Flamengo abriu o placar. Mas não conseguiu segurar a jogada aérea do Furacão nesta quarta-feira. Entretanto os cariocas buscaram o empate por 2 a 2 com o Athletico Paranaense na Arena da Baixada, em Curitiba, pela rodada de ida das semifinais da Copa do Brasil.

Com o resultado a partida está em aberto. Quem ganhar avança na rodada de volta, no Maracanã, na próxima quarta-feira. Novo empate forçará a disputa de pênaltis.

O Flamengo de Michael dominou o Furacão (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

As duas equipes voltam a campo no sábado pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo faz o clássico carioca da 28ª rodada contra o Fluminense. O jogo será no Maracanã às 19h(de Brasília). Um pouco mais tarde, às 19h15(de Brasília), o Furacão visita o Fortaleza no Nordeste.

Flamengo abriu o placar

Thiago Maia abriu o placar na Arena da Baixada (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Publicidade

O jogo estava equilibrado quando o Flamengo abriu o placar aos 14 minutos. Thiago Maia aproveitou confusão após cobrança de falta de Éverton Ribeiro, dominou a bola na altura da marca do pênalti e chutou sem chances para o goleiro Santos.

MAIS! Flamengo nega investida por zagueiro e atacante

Após o gol o Flamengo dominou as ações. Por muito pouco não aproveitou para ampliar aos 20 minutos. Gabigol fez boa jogada individual e chutou para grande defesa do goleiro do Furacão. Santos voltaria a salvar seu time no minuto seguinte, ao salvar cabeçada de Willian Arão.

O Furacão só deu sinal de vida aos 39 minutos. Após cobrança de escanteio Erick cabeceou e Diego Alves fez a sua primeira grande defesa no jogo.

Furacão empatou logo na volta do intervalo

O Flamengo de Arão teve dificuldades contra o Furacão (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Publicidade

Logo aos dois minutos do segundo tempo o Furacão empatou. Após cobrança de escanteio Pedro Henrique mandou a bola, de cabeça, para o fundo da rede.

Quem esperava um jogo mais equilibrado se enganou. O Flamengo seguiu mais forte no campo de ataque. Aos dez minutos Michael recebeu aberto na esquerda, puxou para o meio e bateu firme de direita para fora.

Relacionadas

Modric cumprimenta Vinícius Júnior, que lavou a alma na Champions League - Foto: Twitter Real Madrid

O Flamengo se movimentava muito na frente. Mas mesmo assim tinha problemas para furar a defesa rival. Além disso não conseguia neutralizar a jogada aérea do rival. Assim viu o Furacão chegar ao segundo gol aos 25 minutos. Abner cruzou e Renato Kayzer mandou a bola para o fundo da rede.

Publicidade

Após o gol o Flamengo sentiu o golpe e passou a errar muitos passes. Mesmo com espaço, o Furacão, mais preocupado em marcar, não conseguia criar jogadas para matar o jogo. Assim a partida perdeu em qualidade.

No último lance do jogo Rodrigo Caio foi atingido na área. Com a ajuda do VAR Luiz Flávio de Oliveira marcou o pênalti. Pedro bateu e definiu o placar.

As duas equipes voltam a campo no sábado pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo faz o clássico carioca da 28ª rodada contra o Fluminense. O jogo será no Maracanã às 19h(de Brasília). Um pouco mais tarde, às 19h15(de Brasília), o Furacão visita o Fortaleza no Nordeste.

Publicidade

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2 X 2 FLAMENGO-RJ

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data: Quarta-feira, 20 de outubro de 2021
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Renda e público: não disponíveis
Cartões amarelos: Léo Cittadini, Nikão e Fernando Canesin (Athletico) e Andreas Pereira, Rodrigo Caio e Léo Pereira (Flamengo)
Cartões vermelhos:
Gols:
ATHLETICO: Pedro Henrique aos 2 e Renato Kayser aos 25 minutos do 2º Tempo
FLAMENGO: Thiago Maia aos 14 minutos do 1º Tempo e Pedro aos 54 minutos do 2º Tempo

ATHLETICO: Santos, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nicolás Hernández (Lucas Fasson); Marcinho, Erick, Léo Cittadini (Fernando Canesin) e Abner; Terans (Jader), Nikão e Renato Kayzer (Pedro Rocha)
Técnico: Alberto Valentim
FLAMENGO: Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luis; Willian Arão, Thiago Maia (Diego Ribas) e Andreas Pereira (Kenedy); Everton Ribeiro, Gabigol (Pedro) e Michael (Vitinho)
Técnico: Renato Gaúcho

Publicidade

 

Comentários