Publicidade

Rogério Ceni não resistiu ao momento turbulento e está fora do Flamengo. Na madrugada, às 2h46, o clube anunciou, via redes sociais, que o técnico não continua à frente do time. A demissão põe fim a um processo de desgaste e resultados ruins em campo. Contra a Chapecoense, neste domingo, pelo Brasileiro, o Fla será comandado por Maurício Souza.

O Flamengo entrou em ebulição com as derrotas no Campeonato Brasileiro. Ceni ficou no olho do furacão. Não apenas pelos resultados. O desgaste no relacionamento também pesou.

Ceni Flamengo Rogério Ceni é demitido do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Com muitos desfalques, o Flamengo vive um momento turbulento em campo. São duas derrotas seguidas (para Fluminense e Atlético-MG). O começo no Brasileiro, com quatro vitórias e quatro derrotas, é aquém do esperado. Sobrou para Ceni.

Relacionadas

Publicidade

O técnico estava isolado e via o ambiente cada vez mais desconfortável. Não resistiu. Ceni comandou o Flamengo em 45 jogos, com 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas.

MAIS! Público na final Copa América revolta dirigentes do Flamengo

Ceni chegou ao Flamengo em novembro de 2020. De cara, amargou eliminação na Copa do Brasil e na Libertadores. Pressionado, conseguiu dar a resposta no Brasileirão, do qual foi campeão.

Publicidade

Nesta temporada, iniciou com o título da Supercopa do Brasil e depois ganhou o Carioca, mas o trabalho passou a ser mais questionado após o começo aquém do esperado no Brasileiro.

Comentários