Publicidade

O Flamengo não repetiu o desempenho de 2019 nesta temporada. Os rubro-negros foram eliminados na Copa do Brasil e Libertadores, e só tem o Campeonato Brasileiro em disputa.

Filipe Luís elogiou trabalho de Rogério Ceni (Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

O lateral esquerdo Filipe Luís falou com a imprensa nesta quarta-feira. O jogador apontou a principal razão para a queda de rendimento da equipe em 2020.

– O principal fator é a saída do Jorge Jesus. Time estava dominado, sabíamos a forma de jogar. Tivemos que aprender de novo. Não é culpa do treinador, mas a mudança abala. A defesa passa a jogar de outra forma. Os dois podem ser campeões. Essa foi a principal razão. Mas a segunda é que nós jogadores somos os culpados. Nós assumimos a responsabilidade de não termos conseguido o objetivo da Copa do Brasil e Libertadores – disse.

Publicidade

Filipe Luís minimizou a curta passagem do espanhol Domènec Torrent no Flamengo.

– A etapa do Jorge Jesus acabou quando ele decidiu ir para Portugal. Triste, porque era um pai, amigo, gestor. Foi traumatizante para o clube. Não importava quem viesse. Foi o Dome, mas poderia ser o Mourinho, Guardiola… Seria questionado. Foi um processo de reestruturação. Nos reinventamos. Não existem dois treinadores iguais. O Rogério veio com ideias novas. Estamos melhorando. Quem é ambicioso só pensa em ganhar o próximo jogo e ser campeão. Pensar no passado atrapalha – declarou.

Leia também:

Publicidade

Benfica nega negociação com dupla rubro-negra

Ele fica! Flamengo exerce opção de compra por Pedro, confirma a Fiorentina

Filipe Luís elogia Ceni

Por fim, o lateral afirmou que o Flamengo já mostra evolução sob o comando de Rogério Ceni.

Publicidade

– O time vem em evolução grande nas últimas rodadas. É um modelo diferente. Estamos crescendo, com uma solidez maior. Muitos dos gols difíceis de explicar. O Rogério é completo, trabalha todos os aspectos. Linhas, compactações… tudo. Claro que exige um tempo. Há o diálogo e correção com vídeos. Entendemos cada vez melhor para termos a cara do Rogério Ceni – comentou.

O Flamengo tem tido tempo para trabalhar sob o comando de Rogério Ceni. Os rubro-negros voltam a campo neste domingo, contra o Santos, no Maracanã.