Publicidade

Jogadores de futebol se tornam ídolos quando conquistam títulos importantes. Mas nem sempre fazer parte de um elenco campeão garante que a torcida não vai esquecê-los. O MQJ reuniu uma lista de atletas que estavam no elenco do Flamengo campeão mas ninguém se lembra.

O time comandado por Jorge Jesus alcançou grandes feitos nos últimos meses. Os integrantes deste grupo Rubro-Negro estão bem frescos na memória da Nação. Mas no século 21, Flamengo teve três grandes conquistas, duas Copas do Brasil e um Brasileirão.

Nós fizemos uma lista de jogadores que participaram ativamente dessas conquistas e poucos se lembram. Confira:

Copa do Brasil de 2006

Renato Silva

Renato Silva (Reprodução Instagram D. Perilima)

Publicidade

Integrante da Seleção sub-20 campeã mundial em 2003, o zagueiro Renato Silva começou a carreira no Goiás em 2003. Logo no ano seguinte foi para Portugal. Após uma temporada no Belenenses, retornou ao Brasil e vestiu a camisa do Flamengo.

No Rubro-Negro, disputou 77 partidas entre 2005 e 2006 e ajudou a equipe na conquista da Copa do Brasil. Depois de dois anos no clube, teve passagens de destaque por outros grandes brasileiros. Curiosamente, foi campeão da Copa do Brasil mais duas vezes na carreira, em 2007, pelo Fluminense, e em 2011, pelo Vasco.

Em 2014, já com 30 anos e sem o mesmo rendimento, não conseguiu se manter em clubes da Séire A. Depois de passagens por Santa Cruz-PE, Metropolitano-SC, Brasiliense-DF e Boavista-RJ, atuou pelo Desportiva Perilima em 2019.

Fernando

Fernando (Youtube)

Publicidade

Outro zagueiro campeão pelo Flamengo em 2006 foi Fernando. Cria da base do clube, iniciou a carreira profissional em 2000. Ficou no rubro-Negro até 2003 e foi para a Europa. Após passagens por Alemanha e Áustria, retornou ao Flamengo em 2005. Permaneceu no clube por apenas um ano, e no segundo semestre de 2006 retornou ao futebol alemão.

Em 2008, Fernando foi contratado pelo Vasco. Por coincidência, assim como Renato Silva, foi campeão da Copa do Brasil em 2011. Depois disso, já com 31 anos, atuou por Americana-SP, Guarani-SP, Madureira-RJ e Linense-SP, seu último clube.

Vinícius Pacheco

Vinícius Pacheco (Divulgação)

O meia-atacante Vinícius Pacheco foi uma promessa da base Rubro-Negra que não conseguiu se firmar nos profissionais. Promovido ao elenco principal em 2004, teve sua melhor fase na Copa do Brasil de 2006. No segundo semestre daquele ano, perdeu espaço com um novo treinador e foi pouco utilizado. A partir de 2007, foi seguidamente emprestado até 2010, quando teve oportunidades no time no primeiro semestre.

Publicidade

Voltou a ser emprestado e não vestiu mais a camisa do Flamengo. A partir daí, Volta Redonda-RJ e Avaí-SC foram os clubes onde mais atuou. Em 2020, disputa o Campeonato Carioca pela Portuguesa.

Campeonato Brasileiro de 2009

Zé Roberto

Zé Roberto (Foto: Vipcomm)

O meia-atacante Zé Roberto chegou ao Flamengo emprestado pelo Schalke 04, da Alemanha, como reforço para 2009. Aos 28 anos, era bastante rodado e com a carreira marcada por episódios de indisciplina. Se destacou no Botafogo entre 2005 e 2007.

Após um início irregular, foi peça importante na reação da equipe no Brasileirão. Ao lado de Petkovic e Adriano, formou um poderoso trio que ajudou o Flamengo a conquistar o hexa. Fechou o ano com 45 partidas disputadas e dez gols marcados

Publicidade

Deixou o Flamengo no final de 2009 e seguiu colecionando passagens em clubes diferentes. Vasco, Inter, Bahia, Figueirense, Brasiliense e Botafogo-SP, onde se aposentou em 2015.

Gonzalo Fierro

Gonzalo Fierro (Divulgação)

Em agosto de 2008, o chileno Gonzalo Fierro foi contratado pelo Flamengo por US$ 2,5 milhões. Sua chegada gerou muitas expectativas pois fez parte do grupo vitorioso do Colo-Colo por seis anos. Atuou ao lado de grandes nomes do futebol chileno, como Alexis Sánchez, Arturo Vidal e Jorge Valdivia. Sua passagem no Rubro-Negro, entretanto, foi discreta nos quatro anos seguintes.

Na campanha do Hexa, marcou um gol no empate contra o São Paulo por 2 a 2, no Morumbi. Deixou o Flamengo no final de 2011 para retornar ao Colo-Colo, onde atuou até 2018. Ano passado estava no Antofagasta, e este ano assinou com o AC Colina, ambos também do Chile. Fierro tem 37 anos.

Copa do Brasil de 2013

Amaral

Amaral (Divulgação/Flaimagem)

Publicidade

O volante Amaral disputou o Carioca de 2012 pelo Nova Iguaçu e despertou o interesse do Flamengo, que o contratou em maio daquele ano. Teve poucas oportunidades até que Jaime de Almeida ssumiu a equipe no segundo semestre. Se firmou e foi titular na reta final da Copa do Brasil. Marcou gol decisivo na primeira partida da final, no empate em 1 a 1 com o Coritiba.

Amaral ficou no Flamengo até o final de 2014, quando se transferiu para o Vitória-BA. Deixou o clube baiano em 2018 e foi para o Boa Esporte-MG. No ano seguinte atuou pelo CSA-AL e atualmente está no Moto Club, do Maranhão. Ele tem 32 anos.

Paulinho

Paulinho (Divulgação/Flaimagem)

Após se destacar pelo XV de Piracicaba no Campeonato Paulista de 2013, Paulinho foi emprestado ao Flamengo em abril. Atacante ousado e incisivo, agradou a torcida e se firmou como titular na equipe que conquistou a Copa do Brasil.

Publicidade

No ano seguinte, o Flamengo adquiriu 60% dos seus direitos econômicos, mas em setembro sofreu uma lesão no joelho que o tirou da temporada. No ano seguinte, teve dificuldades para readquirir a velha forma e passou o ano na reserva. Nos dois anos seguintes foi emprestado a Santos, Vitória-BA e Guarani. Deixou o Flamengo em 2018 rumo ao futebol sul-coreano. Retornou ao Brasil no ano seguinte e foi para o Náutico. Em 2020, Paulinho está com 31 anos e no Anápolis-GO.