De Odvan a Marcelinho: Nomes do esporte fracassam nas eleições municipais; Kalil e Braz são exceções

publicado em 16/11/2020 às 14:22

As eleições municipais do Brasil aconteceram em primeiro turno no domingo. Mas a maioria dos nomes ligados ao esporte fracassaram em suas tentativas de conseguirem um mandato. Um exemplo foi o ex-zagueiro Odvan, ídolo no Vasco e com passagens por Botafogo e Fluminense. O defensor não conseguiu uma vaga na câmara de vereadores de Campos dos Goiytacazes. Ele era candidato pelo PPS. Tentando aproveiotar a onda Bolsonarista, Marcelinho Carioca buscou seu mandato pelo PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro, hoje sem legenda. Mas o craque corintianos fracassou no pleito.

Marcos Braz foi eleito no Rio de Janeiro (Reprodução FlaTV)

Candidato pelo Republicanos em São Paulo, Dinei também fracassou no pleito para vereador. O ex-jogador do Corinthians não conseguiu votação expressiva na cidade que escolheu a ex-campeã olímpica Maurren Maggi para suplente. Ela é vinculada ao DEM.

Na eleição no Rio de Janeiro três nomes ligados ao esporte fracassaram no pleito para prefeito. Luiz Lima, ex-nadador ligado ao PSL, ficou na quarta posição. Ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, do Rede, teve votação inexpressiva. Assim também foi a sorte do ex-CEO do Flamengo Fred Luz, candidato pelo NOVO.

LEIA MAIS!

Vestiu bem? Éverton Ribeiro realiza sonho com a 1o do Brasil
Funkeira Gabily e Neymar mantêm relacionamento há oito meses

No Sul do país dois ex-jogadores fracassaram nas eleições municipais. Paulo Rink, ex-Athletico-PR, e Adriano Gabiru, que fez o gol do Internacional na final do Mundial de Clubes da Fifa de 2006 contra o Barcelona, não conseguiram ser eleitos vereadores em Curitiba.

Kalil e Marcos Braz são eleitos

Alexandre Kalil é o mais importante presidente da história do Galo (Divulgação)

Alexandre Kalil é o mais importante presidente da história do Galo (Divulgação)

O maior vitorioso entre os nomes ligados ao esporte foi o ex-presidente do Atlético-MG Alexandre Kalil. Candidato a reeleição pelo PSD, ele não deu chances aos concorrentes e foi eleito no primeiro turno. O prefeito é um dos nomes com melhor avaliação popular, principalmente pelas ações tomadas durante a pandemia. Assim ganhou com facilidade. Além disso há quem o lance para governador daqui a dois anos. Mas ele não fala do tema.

Quem soube pegar carona nas conquistas do Flamengo foi o vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz. Ele concorreu pelo PL no Rio de Janeiro e se tornou o sexto vereador com mais votos na cidade.

Um fato curioso aconteceu em Belém do Pará. O goleiro Vinicius, do Clube do Remo, foi eleito vereador na cidade. Ele foi eleito pelo Republicanos e agora vai precisar conciliar a vida de polítiuco com a de jogador de futebol.

Deixe seu comentário:

Comentário