Publicidade

Com o fim da novela da renovação do contrato do goleiro Diego Alves, a direção do futebol do Flamengo passa a focar em outras pendências. O meia Pepê e o atacante Guilherme Bala têm seus vínculos perto do fim e, portanto, precisam de uma definição.

Guilerme Bala (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

O caso mais urgente é o de Pepê. Aos 22 anos, ele fez parte da equipe campeã da Copa São Paulo em 2018, e tem contrato somente até 31 de dezembro. Embora a ideia inicial da diretoria fosse não renovar com o atleta, ele conquistou a simpatia do técnico Rogério Ceni, que pede sua permanência.

Além disso, Pepê deseja permanecer no Rubro-Nengro, e o salário em torno de 40 mil Reais não será empecilho. O assunto, portanto, pode ter um final feliz ainda esta semana.

Publicidade

Pepê esteve próximo de se transferir para o Botafogo antes do encerramento das inscrições para o Brasileirão, em novembro. Entretanto, a diretoria barrou a ida para o rival.

Leia também:

Flamengo e Diego Alves se acertam

Publicidade

Pedro Rocha próximo de deixar o Flamengo

Mais novo do que Pepê, Bala, de 19 anos, chegou ao Flamengo no ano passado, vindo do Madureira. Cobiçado por clubes como Fluminense e Palmeiras, ele preferiu o Rubro-Negro, que adquiriu 20% de seus direitos e assinou contrato até 31 de janeiro de 2021.

O Flamengo tem a opção de adquirir outros 50% dos direitos do jogador por cerca de 600 mil Reais e assinar por quatro anos. A diretoria, contudo, tenta uma prorrogação do empréstimo antes de efetivar a compra do atleta de 19 anos.

Publicidade

Guilherme Bala está fora dos gramados desde o dia 4 de outubro, quando sofreu um estiramento na parte posterior coxa direita na partida contra o Grêmio, pelo Brasileirão Sub-20, mas está em fase final de recuperação.