Publicidade

Faz tempo que a plaquinha não é levantada no Flamengo. Precisamente, desde o dia 28 de agosto. De lá para cá, um jejum de gols que incomoda e chama atenção no clube carioca. Gabigol vive a maior seca no Flamengo. São nove jogos sem marcar. Ele passou em branco de novo na vitória rubro-negra sobre o Atlético-MG, neste sábado, no Maracanã, pelo Brasileiro.

Agora, Gabigol amarga uma sequência de nove jogos sem fazer gol pelo Flamengo. É o maior jejum desde que chegou ao clube, em 2019. A última fez que balançou a rede pelo clube foi na Vila Belmiro e em dose tripla. Ele fez três gols sobre o Santos, no dia 28 de agosto.

Gabigol Flamengo Gabigol amarga maior seca pelo Flamengo | Foto: Flamengo / Divulgação

O técnico Renato Gaúcho analisou o momento vivido por Gabigol no Flamengo. Ele acredita que em breve a plaquinha, brincadeira e música da torcida para comemorar os gols do artilheiro, vai voltar a subir.

Relacionadas

Renato Gaúcho Flamengo

Publicidade

– Não vejo problema com o Gabriel. Tem treinado e se dedicado. É profissional. Todo jogador tem uma fase que não é tão boa. Aconteceu um tempo atrás com o próprio Pedro. Eu falei para ele (Gabriel), que estava todo mundo falando que o Pedro estava 10 jogos sem fazer gol. Falei para ele: ‘Tranquilidade, calma, não vai desaprender’. E ele começou a fazer gols. A mesma forma o Gabriel. Daqui a pouco a bola vai cair para ele e ele vai fazer gols e ainda vai nos ajudar bastante – declarou Renato Gaúcho.

Gabigol em foco no Flamengo

Contra o Galo, Gabigol não teve chance para marcar e foi notado mais ajudando na marcação, até pela postura mais recuada do Flamengo. O artilheiro finalizou apenas uma vez, da entrada da área, e isolou.

MAIS! Léo Pereira explica estratégia do Flamengo e vitória pessoal sobre Hulk

Publicidade

Gabigol, nesta terça-feira, vai ter mais uma oportunidade de acabar com a seca no Flamengo. O clube carioca paga um jogo atrasado no Brasileirão e reencontra o Athletico-PR, algoz da Copa do Brasil. O duelo será na Arena da Baixada.

Comentários