Publicidade

O Flamengo passou sem dificuldade pelo Santos, neste fim de semana, no Maracanã. Com o resultado, os rubro-negros seguem na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

Braz não quis “dedurar” dirigente do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

Só que durante a partida, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior declarou na súmula que foi xingado pela cúpula da diretoria rubro-negra.

“Aos 35 minutos do 1º tempo, a equipe de arbitragem ouviu insultos vindos da arquibancada, na área onde se encontravam os seguintes dirigentes da equipe do C.R. Flamengo: Sr. Rodolfo Landim, Sr. Marcos Braz e Sr. Cacau Cotta, havia outros dirigentes, os quais não foi possível identificar. Foram proferidas as seguintes palavras: ‘Tá de sacanagem’, ‘Foi falta, seu arrombado’, ‘Apita essa p… direito, filho da p..’.”, escreveu.

Publicidade

Nesta segunda-feira, o vice-presidente Marcos Braz negou que tenha xingado o árbitro.

“Infelizmente me confundiram no estádio. Não assisto aos jogos com os companheiros de diretoria que foram relatados na súmula. E, claro, não vou ‘dedurar’ o diretor que tem um berro invejável. Risos” afirmou o dirigente.

Leia também:

Publicidade

Flamengo ouve apelo e faz nova investida por Diego Alves

Ceni elogia Diego Alves no Flamengo, mas deixa decisão com goleiro e diretoria

A tendência é que os dirigentes citados sejam denunciados pelo STJD e podem pegar um gancho.