Publicidade

O Botafogo mostra a cada jogo uma faceta de sua evolução. Primeiro foi a organização defensiva. Depois a recuperação de atletas que não viviam um bom momento. Em seguida a conquista de líderes esquecidos, como o zagueiro Joel Carli. Mas na goleada de 4 a 0 sobre o Londrina, no último sábado, ficou visível que o time não depende mais de um jogador apenas. Algo que aconteceu em vários momentos da Série B com o meia Chay e o atacante Rafael Navarro.

Contra o Londrina, Chay e Rafael Navarro foram bem. Mas não tiveram o protagonismo. Assim contribuíram para um triunfo que outros jogadores se destacaram mais, como os laterais Carlinhos e Daniel Borges e o meia Warley.

Daniel Borges Botafogo Daniel Borges e Warley brilharam contra o Londrina (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Com outros jogadores se destacando, o time vem conseguindo cada vez mais segurança para se impor em situações importantes em campo. Além disso consegue se impor quando tem vantagem visível, como foi quando o Londrina perdeu um homem expulso ainda no primeiro tempo.

Publicidade

MAIS! Saiba como Lisca disse não ao Botafogo

Os jogadores sabem que isso é importante.

– O coletivo do Botafogo vem crescendo a cada jogo e estamos lutando com muita determinação para que os objetivos traçados no começo da Série B sejam alcançados. O Botafogo vem crescendo e isso é importante – disse Daniel Borges.

Publicidade

A presença de outros protagonistas e de um grupo homogêneo torna mais complicada a possibilidade de reservas virarem titulares. Outrora dono de uma vaga no time, o volante Luís Oyama, por exemplo, foi banco contra o Londrina.

Relacionadas

Além disso o Botafogo ainda se mexe no mercado. Rafael, por exemplo, contratado com status de estrela, vai precisar de um lugar em um time onde Daniel Borges e Marco Antônio se destacaram demais contra o Londrina. O novo reforço era cotado para a vaga de um dos dois. Mas e agora?

Comentários