Publicidade

Poucos clubes estão sendo tão prejudicados pela arbitragem no Campeonato Brasileiro como o Botafogo. Nos dois últimos jogos, em confrontos diretos contra Bahia e Bragantino, lances capitais definiram o triunfo dos rivais. O presidente Nelson Mufarrej ensaiou alguns protestos contra a entidade. Mas agora conta como aliada com a repercussão na mídia que esses erros estão tendo.

Botafogo foi prejudicado contra o Bahia, mas teve outros casos (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Além da análise de comentaristas esportivos renomados, o Botafogo vem reunindo opinião de comentaristas de arbitragem para utilizar em um protesto que será encaminhado ao presidente da Comissão Nacional de Árbitros, Leonardo Gaciba.

Leia também:

Publicidade

Botafogo terá reforços no duelo contra o Fortaleza
Volta! Lecaros aparece no campo

Mas Gaciba não será o único alvo a ser mirado pelo Botafogo. Nelson Mufarrej pretende se reunir com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, e mostrar que está faltando critérios dos árbitros. Ele cita lances que sequer foram revisados pelo VAR e que depois deixaram visíveis erros da arbitragem. Caso por exemplo de uma penalidade não marcada em Salomon Kalou na derrota para o Bragantino.

– A falta de critérios tem sido visível e é isso que a CBF precisa deixar mais claro. Nós queremos entender o que vem acontecendo – disse Mufarrej, mas sem colocar a honestidade dos árbitros em jogo.

Comentaristas criticam erros contra o Botafogo

Botafogo mira protestos na CBF (Foto: CBF/Divulgação)

Publicidade

Após o jogo contra o Bragantino vários comentaristas se posicionaram mostrando para a CBF os equívocos. Nomes como Benjamin Back, Fábio Sormani e Fábio Azevedo criticaram demais os erros da arbitragem contra o Botafogo. Assim o Botafogo ganhou mais argumentos. Além disso analistas de arbitragem também se posicionaram.

Sonhando em não sofrer mais prejuízos com a arbitragem e reagir no Campeonato Brasileiro, o Botafogo volta a campo no próximo domingo, às 18h15(de Brasília), quando recebe o Fortaleza no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).