Publicidade

O técnico Ramón Díaz já tem uma estratégia definida para tirar o Botafogo da crise no Campeonato Brasileiro. O treinador ntem trocado ideias constantes com a comissão técnica mesmo ainda afastado por conta de uma cirurgia. Mas já sabe que uma das coisas fundamentais é mesclar experiência com juventude no Glorioso.

Ramón Díaz gosta da base, mas quer critérios no uso (Foto: Gabriel Baron/Botafogo)

Apesar da promoção de vários jogadores revelados nas categorias de base do clube, o treinador não quer expor os jovens em situações de risco. Entende que existe muita técnica entre os garotos botafoguenses, mas não quer queimar etapa.

Leia também:

Publicidade

Emiliano Díaz: ‘Sabemos que o Botafogo não tem tempo’
Botafogo volta atrás e não contratará o volante Jonas

Uma fonte ligada à comissão técnica deu detalhes ao MAIS QUE UM JOGO sobre este pensamento.

– O Ramón Díaz acredita em um trabalho de longo prazo no Botafogo. Assim ele não quer correr riscos de queimar jogadores da base que não estejam prontos. Vai chegar ao fim aquela história de colocar o garoto em campo e ver no que dá. Além disso o talento será valorizado – explicou.

Ordem é fazer estrangeiros de porto seguro

Estrangeiros do Botafogo serão pilares com Ramón Díaz (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Publicidade

Ramón Díaz entende que o Botafogo vão precisar de atletas que façam o papel de porto seguro. Assim pretende ter uma espinha dorsal com a experiência na defesa, no meio-de-campo e no ataque. No setor defensivo seu nome de confiança será o goleiro paraguaio Gatito Fernández. Mas ele quer ver mesmo são dois outros estrangeiros desequilibrando: Keisuke Honda e Salomon Kalou.

Honda vai ganhar mais liberdade no meio-de-campo. Por isso que o treinador pediu um volante ferroz na marcação, mas viu fracassar a negociação com Jonas. José Welison pode ser trabalhado para dar esta liberdade aoi japonês. Outra opção é dar ritmo ao colombiano Carlos Rentería.

No ataque é senso comum na comissão técnica que Salomon Kalou pode ter lugar de destaque. O treinador entende que ele pode desequilibrar dando boas condições de finalização para Pedro Raul ou Matheus Babi.

Publicidade

Tentando colocar ainda mais o trabalho da comissão técnica em prática o Botafogo volta a campo neste domingo, às 18h15(de Brasília), para medir forças com o Fortaleza. A partida será no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). Com 20 pontos conquistados o Glorioso precisa de um triunfo para deixar a zona de rebaixamento.