Publicidade

O Botafogo colocou de férias seis jogadores que não fazem parte dos planos da comissão técnica. Os laterais Barrandeguy, Gustavo Cascardo e Kevin, os meias Lecaros e Davi Araújo e o atacante Rhuan estão liberados para encontrar um novo destino. Mas a ideia do clube é agilizar a faxina para conseguir abrir espaço na folha salarial.

Cascardo tem contrato até maio (Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

Com o desastre do ano passado, que culminou com o rebaixamento à segunda divisão, a reformulação completa no departamento de futebol é importante. Mas mesmo neste processo desde janeiro, estamos em abril e o clube ainda não tem uma formação definida. Além disso ainda precisa de reforços para encarar a Série B e mirar o acesso.

MAIS! Botafogo traça estratégia por Alef Manga

Publicidade

A faxina porém não será tão simples. Barrandeguy e Lecaros estiveram perto da saída esta semana. O uruguaio foi oferecido a clubes de seu país, mas recusou a transferência. O jogador de 24 anos está de olho na MLS norte-americana. Sua saída vai proporcionar uma economia de 1 milhão de Reais nos oito meses restantes de contrato.

Rhuan tem vínculo até o fim do ano

Rhuan não tem mais chances no Botafogo (Foto: Vitor Silva/ Botafogo)

O atacante peruano teve conversas com o Avaí-SC, mas o clube catarinense não concordou com as exigências do Botafogo.

Com contrato terminando no fim de maio, Cascardo é o menor problema. Já Davi Araújo, cujo vínculo de empréstimo acaba em 30 de junho, deve ter o retorno antecipado ao Real Brasília (DF).

Publicidade

MAIS! Botafogo repete estratégia de Kalou com dispensados 

Kevin é mais um com contrato até dezembro, mas o Botafogo negocia com o Tombense a sua devolução. Lecaros e Rhuan também têm contrato até o fim de 2021.