Publicidade

Honda voltou a se manifestar publicamente, após mostrar insatisfação com o momento do Botafogo. Um dia depois de dizer que começava a pensar em sair do clube, o meia japonês destacou que se considera além de um funcionário.

Honda Botafogo Declaração de Honda agitou os bastidores | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

“Não estou arrependido do que disse. Porque é importante para mim. Não sou apenas um funcionário, sou um parceiro. Então, eu tenho de saber de tudo. E você deve saber de tudo”, postou Honda, na noite de sábado.

LEIA MAIS! Barroca destaca ligação afetiva e mostra confiança no Botafogo

Publicidade

Na sexta-feira, dia em que o Botafogo anunciou a saída de Ramón Díaz e a chegada de Eduardo Barroca, Honda desabafou no Twitter e declarou que começaria a pensar em deixar o clube.

LEIA MAIS! Felipe Neto, Moreira Salles… presidente quer ‘reunir dinheiro’ no Botafogo

“Inacreditável. Vou começar a pensar em ir embora se eles não me convencerem em alguns dias”, ameaçou Honda.

Declaração de Honda agita os bastidores do Botafogo

Publicidade

O desabafo de Honda foi mais um capítulo dos bastidores agitados do Botafogo e gerou polêmica. O clube, que luta contra o rebaixamento no Brasileiro, optou por trocar de técnico mais uma vez no ano. Barroca, o escolhido na tentativa de salvar o time, não se aprofundou sobre o “Caso Honda” ao ser apresentado pelo Fogão, neste sábado, mas avisou que contava com todos os jogadores.

LEIA MAIS! Ramón Díaz se pronuncia sobre demissão no Botafogo

“Evidentemente que eu conto com todos os jogadores do Botafogo. É um momento para a gente se juntar, ter uma competição interna forte e tenho certeza de que todos os jogadores vão contribuir para que a gente reverta esse cenário atual e consiga entregar o resultado que o torcedor tanto espera e que a gente também tem uma expectativa muito alta que aconteça”, declarou Barroca.

Publicidade

O Botafogo é o 19º colocado no Campeonato Brasileiro, com 20 pontos. O clube volta a campo no sábado, às 17h, para enfrentar o Flamengo, no Nilton Santos. O clássico marcará o retorno de Barroca.