Publicidade

O Botafogo venceu o Nova Iguaçu e conquistou a classificação para a final da Taça Rio. Só que a noite de domingo não foi tranquila para todos os alvinegros.

O Botafogo atuou nos minutos finais da partida com um jogador a menos após o meia Marcinho ser expulso. O alvinegro entrou no segundo tempo e recebeu dois cartões amarelos nos poucos minutos em que esteve em campo.

Esposa de Marcinho se emocionou ao revelar ameaças (Foto: Reprodução)

Só que na mesma noite, a esposa de Marcinho revelou que o jogador recebeu ameaças de morte de torcedores. Gabriela Lemes também afirmou que o alvinegro vem recebendo constantes intimidações.

Publicidade

– Venho por meio deste fazer um desabafo para todas as pessoas que acham a vida de jogador de futebol fácil. A cada jogo é uma ameaça diferente, a cada jogo recebemos as piores palavras, a cada jogo choramos, pois só nós sabemos o quanto o futebol é importante pra vida de cada jogador! – disse nas redes sociais.

A esposa de Marcinho pediu mais empatia com os jogadores de futebol.

– Se eles estão ali é porque amam, e dói, dói no coração ficar recebendo tanta mensagem ruim, tanta ameaça dizendo que eu ou meu marido vamos morrer a qualquer momento! Tenham mais empatia, ninguém sabe o que passa aqui dentro – declarou.

Relacionadas

Marcelo Chamusca Botafogo

Publicidade

Marcinho utilizou as redes sociais para se desculpar pela expulsão:

“Muito feliz com a nossa classificação. Nosso grupo trabalha muito e merece. Gostaria também de pedir desculpas aos meus companheiros e à nossa torcida. O excesso de vontade de acertar acabou fazendo eu cometer um erro. Quem me conhece sabe o quanto venho buscando ajudar mais a nossa equipe, pois sei que tenho condições. Podem ter certeza de que vou trabalhar mais forte para poder me redimir e dar a volta por cima com essa camisa, que tanto sonhei em vestir, porque nossa torcida merece ser honrada da melhor forma possível”, escreveu.

Marcinho será desfalque no Botafogo na partida de ida da final da Taça Rio, contra o Vasco, neste domingo, no Nilton Santos.

Comentários