Publicidade

Falta de consenso e de apoio interno. Esse foi o grande motivo para o Botafogo desistir do atacante Fernandão. Embora o atacante tenha até realizado exames médicos no clube e as partes tenham acertado tudo, a diretoria alvinegra voltou atrás.

A escolha pelo ex-atacante do Goiás causou uma certa polêmica nos bastidores de General Severiano. O principal motivo foi a incerteza quanto ao seu futuro, já que ele enfrentará um julgamento por uso de doping em novembro.

Fernandão Fernandão não vai mais defender o Botafogo. Mas quase acertou (Foto: Felipe Oliveira / Bahia)

Além disso, o jogador de 34 anos não entra em campo desde fevereiro, quando terminou o Campeonato Brasileiro pelo Goiás.

Publicidade

– O Botafogo oficialmente desistiu de contratar Fernandão depois de estar tudo fechado e o jogador aprovado nos exames médicos. As razões apontadas foram administrativas e não esportivas – declarou o agente de Fernandão, Eduardo Uram, ao jornalista Venê Casagrande, do “O Dia”.

MAIS! Botafogo vai economizar R$ 300 mil por mês sem Cavalieri e Lecaros

A direção do futebol botafoguense via em Fernandão uma opção barata para compensar a possível saída de Rafael Navarro. O atacante de 21 anos tem contrato somente até dezembro e mira uma carreira na Europa.

Fernandão seria opção para Rafael Navarro

Publicidade

Nesta quinta-feira, o jornal espanhol “AS” informou que Navarro está próximo de um acerto com o Valladolid, clube de Ronaldo Fenômeno na Espanha. Embora o Botafogo busque a renovação, o jogador está livre para assinar um pré-contrato com outro clube. Assim a tendência é sair. Mas o Alvinegro não comenta o caso.

Em 2020, Fernandão formou a dupla de ataque do Goiás no Brasileirão ao lado de Rafael Moura, hoje no Botafogo. Apesar do rebaixamento dos goianos, Fernandão anotou 10 gols em 24 jogos.

Relacionadas

Chamusca Botafogo
Náutico x Botafogo

Com grande estatura, Fernandão tem passagens por vários clubes do Brasil e até do exterior. Cria das categorias de base do América-RJ, ele passou por Flamengo, Paysandu, Guarani, Palmeiras, Athletico Paranaense, Bahia. Seu auge na carreira foi no Fenerbahçe, da Turquia, onde anotou 50 gols em 104 jogos, entre 2015 e 2018. Mas agora está sem clube.

Comentários