Publicidade

O Botafogo não sofre gols há quatro partidas. Além disso ganhou todos esses jogos. O fato de não ter tido a defesa vazada logicamente contribuiu para os 12 pontos. Assim a defesa vem ganhando muitos elogios. Entretanto os defensores não podem ser considerados os únicos responsáveis. Isso porque no Botafogo a marcação começa pelo ataque.

É comum observar nos jogos do time, desde a chegada do técnico Enderson Moreira, os atacantes marcando em cima a saída de bola dos adversários. Até mesmo quando o rival tem direito a um tiro de meta, jogadores como Chay, Diego Gonçalves e Rafael Navarro se posicionam para bloquear a saída de jogo do rival.

Diego Gonçalves é um dos atacantes que tem que marcar (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O próprio comandante considera a marcação pelos atacantes parte do sucesso alvinegro.

Publicidade

– Costumo ser muito chato com os atacantes e com os meias, de fechar corredor, fechar espaço, porque isso ajuda muito quem está atrás. A bola tende a chegar mais quebrada e temos mais chances de bloquear o adversário – explicou Enderson.

MAIS! Lateral sofre com torcida do Botafogo

Os jogadores que entram no segundo tempo têm a mesma recomendação.

Publicidade

– O Enderson tem procurado atrapalhar a subida de jogo dos rivais e precisamos ajudar nisso – diz Diego Gonçalves.

Relacionadas

Enderson Moreira Botafogo

Com este estilo de jogo, o Botafogo volta a campo na próxima quinta-feira, às 21h30(de Brasília), para medir forças com o Operário no interior paranaense pela Série B. O Glorioso vai buscar a quinta vitória seguida na competição.

Comentários