Publicidade

O drama do Botafogo teve mais um capítulo na Série B. À procura de um técnico, após demitir Marcelo Chamusca, o clube carioca vê a pressão aumentar. Agora, são quatro jogos seguidos sem vencer na Série B. Sob o comando do interino Ricardo Resende, o Botafogo saiu na frente, mas levou a virada do Brusque: 2 a 1, neste sábado, no Estádio Augusto Bauer, pela 12ª rodada.

Com dificuldade para encontrar um novo técnico, o Botafogo vai se complicando na Série B. A sequência de quatro jogos sem vencer – são dois empates e duas derrotas – impede uma aproximação ao G-4.

Brusque Botafogo Brusque virou para cima do Botafogo | Foto: Lucas Gabriel Cardoso / Brusque / Divulgação

O Botafogo continua com 13 pontos, agora em 11 jogos (tem uma partida adiada), e ocupa a 13ª colocação. O Fogão tem sete pontos a menos em relação ao Goiás, quarto colocado. O rival goiano, inclusive, é o próximo adversário. O Botafogo recebe o Goiás, nesta terça-feira, às 19h (de Brasília), no Estádio de Nilton Santos. Já o Brusque, 10º colocado, com 16 pontos, visita o Vila Nova, na quarta-feira, às 16h (de Brasília).

Relacionadas

Botafogo confusão

Publicidade

O técnico interino do Botafogo fez mudanças no time. Ele colocou o lateral-esquerdo Rafael Carioca no lugar de Guilherme Santos e Marco Antônio na vaga de Felipe Ferreira. A alteração forçada foi na zaga. Gilvan, suspenso, foi substituído pelo jovem Lucas Mezenga, que fez sua estreia como profissional.

O Botafogo não jogou bem e encontrou dificuldade no gramado do Augusto Bauer. Mesmo assim, conseguiu sair na frente. Porém, deu muito campo ao rival e não aproveitou a chance de ampliar. Quando a fase é ruim, o castigo não demora. O Brusque buscou o empate e ainda virou no fim.

Botafogo sai na frente, mas…

A primeira chance foi do Brusque. Aos dez minutos, Thiago Alagoano completou cruzamento para fora, com perigo. Rafael Navarro, em jogada individual, foi travado. O Fogão conseguiu abrir o placar aos 27 minutos. Após cobrança de escanteio, Navarro ficou com o rebote e chutou. A bola desviou em Diego Gonçalves e entrou: 1 a 0.

Brusque Botafogo Diego Gonçalves desviou para o gol | Foto: Reprodução PremiereBotafogo

Publicidade

O atacante teve chance de ampliar, mas parou em Zé Carlos. O Botafogo recuperou a bola e Chay acionou Diego Gonçalves. Ele chutou e viu o goleiro do Brusque mandar para escanteio.

O Botafogo voltou com Rickson no lugar de Marco Antônio, que levou uma pancada no fim do primeiro tempo. O Brusque, com mais posse de bola, buscava o empate, mas pouco ameaçava o clube carioca.

O técnico Ricardo Resende colocou Rafael Moura no lugar de Navarro. O He-Man teve a chance para ampliar, mas cabeceou em cima de Zé Carlos, que salvou o Brusque. Os donos da casa não perdoaram. Após cruzamento da esquerda, Edu acertou a trave. No rebote, Thiago Alagoano deixou tudo igual, aos 28 minutos: 1 a 1.

Publicidade

O Fogão passou a buscar mais. Porém, não teve forças para chegar ao segundo gol e viu a situação piorar. Aos 42 minutos, Edu foi lançado e virou para o Brusque: 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 2X1 BOTAFOGO

Local: Estádio Augusto Bauer, Brusque (SC)
Data: 17/07/2021, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Ivan Silva Guimarães Junior (AM)
Assistentes: Marcos Santos Vieira (AM) e Uesclei Regison Pereira dos Santos (AM)
Cartão amarelo: Ianson, Éverton Alemão, Garcez e Airton (Brusque) e Pedro Castro (Botafogo)
Cartão vermelho:
Gol:
Brusque: Thiago Alagoano, aos 28′ do 2ºT, e Edu, aos 42′ do 2ºT
Botafogo: Diego Gonçalves, aos 27′ do 1ºT

Publicidade

BRUSQUE: Zé Carlos; João Carlos (Toty), Ianson (Claudinho), Éverton Alemão e Airton; Rodolfo (Gabriel Taliari e depois Fio), Zé Mateus e Bruno Alves; Garcez (Diego Mathias); Thiago Alagoano e Edu. Técnico: Jerson Testoni.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Daniel Borges (Warley), Kanu, Lucas Mezenga e Rafael Carioca; Barreto, Pedro Castro (Ênio) e Marco Antônio (Rickson); Diego Gonçalves, Chay e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Ricardo Resende.

Comentários