Publicidade

O Botafogo lida com uma grave situação financeira e precisa adotar medidas amargas para tentar melhorar a situação. A gestão do presidente Durcesio Mello busca a reestruturação do clube e soluções para o momento delicado.

O corte de despesas fará parte da gestão responsável que pode melhorar a condição do clube no futuro. Assim, em nota na manhã desta terça-feira, o Botafogo informou sobre a demissão de funcionários.

Durcesio Mello Botafogo Durcesio Mello lidera reestruturação do Botafogo | Foto: Divulgação

“Para dar seguimento com responsabilidade ao plano de reestruturação interna, a atual gestão do Botafogo não viu outra alternativa que não adotar medidas mais duras, sendo necessário o desligamento de colaboradores. Todos os departamentos, sem exceções, foram impactados pelos cortes,” informou o clube.

Relacionadas

Felipe Ferreira Botafogo

Publicidade

Em outra ação, a diretoria encerrou as atividades do vôlei, modalidade de tradição no Alvinegro, segundo informações do repórter Leonardo Bessa.

No último balanço, o Botafogo divulgou o crescimento de sua dívida, que alcançou mais de 1 bilhão de Reais em 2020. Em contrapartida, o faturamento foi de apenas 151 milhões.

A diferença do faturamento com o tamanho da dívida não é a única preocupação para o Fogão. Em recente levantamento feito pela empresa Sports Value sobre o valor dos 30 maiores clubes brasileiros, o Botafogo aparece em 13º lugar.

Publicidade

Segundo o estudo, que considera os ativos circulantes e imobilizados, dívidas, marca, potencial de mercado e esportivo, o clube foi avaliado em 605 milhões de Reais.

Comentários