Publicidade

Quando um jogador é responsável direto ou participa de mais da metade dos gols de um time em uma competição, é para se preocupar ou comemorar? Essa é a questão hoje no Botafogo, que tem visto Chay carregar o time nas costas na Série B do Campeonato Brasileiro. A Chaydependência ligou o sinal de alerta em General Severiano.

Chay fez seis gos 15 gols do Botafogo na Série B do Campeonato Brasileiro. Condição que o coloca como vice-artilheiro da competição, com dois gols a menos que Edu, do Brusque. Além disso deu duas assistências.

Chay Botafogo x Cruzeiro Chay vem brilhando pelo Botafogo (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

Entre gols e assistências, Chay participou de oito dos 15 gols do Botafogo, ou seja, mais da metade.

Publicidade

MAIS! Diego Loureiro agarra bem a chance do Botafogo

O fato é comemorado porque foi uma contratação que deu sorte. O jogador se destacou pela Portuguesa no Campeonato Carioca. Entretanto a preocupação é que quando Chay não vai bem, a coisa não anda. O jogador teve péssimas atuações contra Náutico e Sampaio Corrêa. Não por acaso, o Glorioso perdeu de 3 a 1 para os pernambucanos e de 2 a 0 para os maranhenses. O apoiador foi substituído no segundo tempo.

No sábado passado, contra o Cruzeiro, Chay atuou em alto nível os noventa minutos. Fez os três gols do time. Além disso infernizou a defesa cruzeirense.

Relacionadas

Publicidade

A maior preocupação é a falta de peças de reposição. Marcinho e Felipe Ferreira ainda não conseguiram ter boas atuações pelo clube. Marco Antônio peca pela irregularidade. Assim o ex-jogador da Portuguesa é a referência do time.

A diretoria não descarta a possibilidade de contratar mais um apoiador. Entretanto vai aguardar as definições sobre a comissão técnica para ir ao mercado. Assim o torcedor ainda vive a expectativa de reforços.

Comentários